Correr não estava me ajudando a perder peso até que comecei a fazer essas Correr não estava me ajudando a perder peso até que comecei a fazer essas

4

Comecei a correr para perder peso , mas quando subi na balança, na verdade estava ganhando. E não, não era dos músculos das minhas pernas e bumbum. Eu percebi que o exercício sozinho era uma maneira terrível de perder peso, e que eu precisava ajustar minha dieta e meus exercícios, a fim de maximizar meus resultados. Se você está correndo para perder peso , os especialistas concordam – certifique-se de fazer essas quatro coisas.

Fonte: Neosaldina para sua dor de cabeça

Perda de peso: Melhor maneira de perder peso rapidamente – como dar o pontapé inicial em seu metabolismo

Perda de peso ea tentativa de se livrar da gordura da barriga, em geral, é algo que muitas pessoas escolhem para prosseguir, mas qual é a melhor maneira de obter aparar? Um especialista na indústria de fitness lançou alguma luz.
Jess Sheldon
PUBLICADO: 14:51, sex, 26 de abril de 2019 | ATUALIZADO: 14:52, sex, 26 de abril de 2019

33
Weight loss: How walking contributes to burning calories
Play Video

Perder peso é algo que algumas pessoas se esforçam para conseguir por um motivo ou outro. Isso pode incluir ficar em forma para atingir metas de exercício ou mesmo reduzir o risco de se deparar com possíveis problemas de saúde. Algumas pessoas procuram queimar o excesso de gordura corporal, mas qual é a melhor maneira de fazer isso? A campeã da Copa do Mundo de Rugby e embaixadora da OPRO, Vicky Fleetwood, que também é personal trainer, compartilhou algumas dicas exclusivamente com a Express.co.uk.

ARTIGOS RELACIONADOS

Perda de peso: Beber esta bebida todos os dias pode ajudá-lo a perder peso

Perda de peso Olly Murs: Star perdeu 15 £ em 12 semanas – café da manhã ele comeu
O café da manhã é uma necessidade absoluta

Vicky Fleetwood na perda de peso

Então, para aqueles que estão dispostos a se livrar de quilos em excesso, eles podem estar carregando, qual é a melhor maneira de perder peso? Vicky tinha duas mensagens importantes sobre o assunto.

“Eu acho que a coisa mais importante é primeiro olhar para a sua dieta”, disse ela.

“E o café da manhã é uma necessidade absoluta.”

“Ele diz isso em seu título. Você está quebrando o seu jejum – então obviamente você não está comendo enquanto está dormindo. Quando você acorda de manhã e come, é quando você começa o seu metabolismo.

“É realmente importante tomar café da manhã, mesmo que seja algo pequeno, apenas comer alguma coisa [é importante] – porque sei que algumas pessoas não conseguem lidar com algo cedo, mas é muito importante tentar tomar café da manhã.”

Tendo tido um começo saudável para o dia, o que Vicky recomenda que eles usem?

Plano de dieta de perda de peso: fotos de balanças e homem obeso
Plano de dieta para perda de peso: Perder peso é algo que pode ser alcançado de várias formas (Imagem: GETTY)

“Durante todo o dia, tente comer essas proteínas magras e ingerir muitos vegetais”, disse ela. “Eu diria que é a primeira coisa que você quer olhar: sua dieta.”

Vicky, em seguida, virou-se para sugerir as rotinas de treinamento que dieters podem querer seguir para obter guarnição.

E, enquanto bater a esteira poderia ser tentador, o jogador de rugby, em vez disso, aconselhava um equilíbrio entre o treinamento de resistência e o trabalho cardiovascular.

“Treinamento sábio, você quer ter uma mistura de diferentes tipos de treinamento lá.”

Vicky também alertou sobre um erro comum que as pessoas podem cometer quando se trata de suas expectativas de emagrecimento, o que pode deixá-las desanimadas.

“Não espere que, se você for ao ginásio uma vez por semana, você veja muitos resultados – especialmente se você não está fazendo mudanças em sua dieta, apenas treinando uma vez por semana não é vai fazer muita diferença “, ressaltou.

“Então, é algo que você realmente precisa comprar.”

ARTIGOS RELACIONADOS

Perda de peso: Como queimar gordura da barriga – dieta e dicas de fitness para abs tonificado

Perda de peso: O melhor café da manhã keto dieta para comer para perder peso
Weight loss: Vicky Fleetwood in pictures

Perda de peso: Vicky Fleetwood é um jogador profissional de rugby e personal trainer (Imagem: INSTAGRAM • @VICKYFLEETWOOD_)
10 dicas fáceis de perda de peso
Seg, 17 de abril de 2017
Como perder peso – 10 dicas de perda de peso de banhos quentes para comer com um homem.
REPRODUZIR APRESENTAÇÃO DE SLIDES
10 weight loss tips GETTY IMAGES
1 de 11

Leia também: Transtorno Bipolar saiba o que é sintomas e tratamentos
10 dicas fáceis de perda de peso
Apesar de nem todos os horários permitirem que uma pessoa trabalhe uma grande quantidade toda semana, Vicky sugeriu a realização de entre três e cinco saídas de trabalho semanalmente, sempre que possível.

“A melhor coisa a fazer é misturar tudo”, disse ela sobre as rotinas de treinamento. “Isso ajuda a não ficar entediante também.”

Entre as sugestões de Vicky estavam o treinamento com pesos e saídas de trabalho de alta intensidade, como sessões de HIIT e tabatas de peso corporal – algo que pode ser feito em casa, se tempo ou dinheiro são uma consideração.

Outra palavra de aviso foi contra o excesso de preocupação com o número que está sendo exibido ao pisar na balança.

Isso ocorre porque uma pessoa que está perdendo gordura, mas ganhando músculos, provavelmente acabaria vendo seu aumento de peso – apesar de ter cortado uma figura mais magra e tonificada.

Fonte: https://www.valpopular.com/transtorno-bipolar-saiba-o-que-e-sintomas-e-tratamentos/

Andar de bicicleta para perda de peso? Estas 14 dicas apoiadas por especialistas ajudarão

SUA BICICLETA É REALMENTE UMA DAS MELHORES FERRAMENTAS DE PERDA DE PESO AO REDOR. VEJA COMO VOCÊ PODE ANDAR MAIS E COMER MELHOR PARA PERDER PESO.

POR JASON SUMNER E JESSICA COULON

Leia também: Megacil funciona
21 de maio de 2019
Male athlete cycling on road by field during sunny day Imagens Cavan Getty Images
Nós montamos porque amamos andar. Mas se você está querendo perder alguns quilos antes do verão, andar de bicicleta é uma ótima maneira de começar, para não mencionar a diversão! Pular em sua bicicleta e ir para um passeio longo e fácil ou fazer algo curto e rápido, ambos têm imensos benefícios à saúde e podem trazer alegria em sua vida. O que você come também é importante, embora você não necessariamente tenha que renunciar às suas comidas favoritas para perder peso . Aqui estão 14 dicas apoiadas por especialistas sobre ciclismo para perda de peso que irá ajudá-lo a obter a bola (er, rodas) rolando.

MANTENHA A MASSA MUSCULAR EM MENTE
Close-up of mountainbiker on forest trail
Westend61 Getty Images
Sim, você perde peso quando você corta calorias, mas quilos perdidos nem sempre são gordos. Alguma da sua perda de peso também pode vir do tecido muscular. Os ciclistas que fazem dieta frequentemente acabam ficando mais magros, mas correm o risco de ficar cada vez mais lentos na bicicleta. Como especialista em dieta pioneiro, Covert Bailey escreveu certa vez: “Quando alguém diz que perdeu 20 quilos, a questão-chave é: 20 quilos de quê?” Alguns dieters podem acabar tendo uma porcentagem maior de gordura corporal mesmo quando perdem peso. E não se esqueça que o músculo queima calorias. Quanto mais volume muscular você tiver, mais calorias seu corpo pode queimar – mesmo quando você está deitado no sofá. Como combater isso? Certifique-se de que está a comer proteína suficiente para otimizar a retenção muscular enquanto perde peso.

EQUILIBRE SUAS REFEIÇÕES
Healthy dinner. Buddha bowl lunch with grilled chicken and quinoa, tomato, guacamole, carrot, red cabbage, cucumber and arugula on wooden background. Flat lay. Top view. Banner
Juhari Muhade Getty Images
Não é sempre sobre o quanto você come, mas o equilíbrio nutricional de carboidratos, gorduras e proteínas no que você está comendo. Os atletas de resistência precisam de carboidratos extras para abastecer seus brinquedos, gordura para se sentir saciada e proteína para reparar seus músculos após o treino. Geralmente não é necessário fazer ajustes radicais para alcançar esse equilíbrio – pequenas mudanças funcionam melhor. Por exemplo, em vez de comer uma enorme tigela de macarrão, encha metade da tigela com macarrão, em seguida, coloque um molho de carne magra no topo e adicione uma pequena salada ao lado. Você também pode tentar substituir frutas por doces processados.

MANTENHA SEU AJUSTE NA PARTE SUPERIOR DO CORPO
woman using TRX
Matt Lincoln Getty Images
Como o ciclismo é basicamente um esporte mais baixo, os pilotos correm o risco de perder volume muscular na parte superior do corpo. A solução? Treinamento de resistência durante todo o ano. Isso não significa que você tenha que passar horas na sala de musculação – apenas 20 minutos duas vezes por semana durante a temporada de ciclismo e 30 minutos duas ou três vezes por semana durante o inverno manterá e até aumentará a massa muscular da parte superior do corpo .

Relacionado: Um treino de corpo inteiro TRX que vai colocar mais energia em seus pedais

VÁ LONGO E FÁCIL
Cyclist on country road
Justin Paget Getty Images
Você nem sempre precisa se esforçar para fazer a diferença. Em vez disso, faça uma viagem lenta, mas longa, uma vez por semana, especialmente no início da temporada. Longos passeios (até seis horas) queimam muita gordura e proporcionam uma boa base de resistência para o final da temporada.

MAS PASSEIOS CURTOS AINDA PODEM FAZER ISSO
Couple Riding Bicycles in City
Ariel Skelley Getty Images
Lembre-se, até 30 minutos de ciclismo podem ajudar a perder peso, especialmente se você for duro. Tente um treino intervalado (encontre alguns aqui ) para aproveitar ao máximo o seu tempo no selim.

RECARREGUE CORRETAMENTE
Woman slicing strawberries
Imagens Tetra Images Getty
Questões de recuperação . Depois de um passeio, você precisa reabastecer com carboidratos e proteínas. Não pense que você vai perder peso mais rápido se você não comer; em vez disso, você não vai se recuperar bem, pode ficar fraco e pode até se arriscar a ficar doente. Além disso, certifique-se de fazer passeios de recuperação que sejam lentos e fáceis.

ESQUEÇA A ESCALA
Feet on scale
Mistura de Imagens / John Fedele Getty Images
Seu peso geralmente varia, pois é influenciado por fatores como hidratação e armazenamento de glicogênio . Portanto, se você perceber que o número na escala sobe ou desce – às vezes, uma vez por dia -, saiba que isso é totalmente normal. Se você é guiado por números, o check-in na escala uma vez por semana ou a cada poucos dias pode motivá-lo. Mas se você achar que isso o coloca de volta mentalmente, simplesmente largue-o. O número na escala não é o melhor indicador de como você se sente ou qual é sua composição corporal.

FIQUE HIDRATADO
Woman on bicycle drinking water in forest
Sam Edwards Getty Images
Para andar duro no calor do verão, umidade e mesmo durante os meses mais frios, é importante manter-se hidratado. Certifique-se de começar a pedalar no calor com pelo menos duas garrafas cheias – e saiba onde você pode parar para recargas ao longo do caminho. Se necessário, adicione uma mistura de exercícios à sua água para reabastecer os eletrólitos que você perde através do suor.

Related: As melhores misturas de bebidas para cada tipo de passeio

ESQUEÇA A REDUÇÃO DE MANCHAS
Tips Weight Loss
Kittisak Jirasittichai / EyeEm Getty Images
O ciclismo vai deixar suas coxas mais magras? O ciclismo pode ajudá-lo a perder gordura da barriga? É possível, mas tenha em mente que a “redução de pontos” é um mito. Se você quer perder peso em uma parte específica do seu corpo, você terá que reduzir seu peso em geral com uma dieta saudável e exercício físico. A boa notícia é que quando você gosta de andar, malhar não é uma tarefa tão difícil.

TUDO COM MODERAÇÃO
coffee and cake
d3sign Getty Images
Embora seja importante comer seus vegetais , tudo fica bem com moderação. Se você tem um dente doce, coma uma pequena porção de sorvete ou sobremesa de vez em quando. Se você sempre se priva, é mais provável que você beba demais. Você também precisa ser honesto consigo mesmo sobre o que está comendo, diz Frank Overton, proprietário e fundador da FasCat Coaching em Boulder, Colorado. “Há tanta porcaria que as pessoas têm em sua dieta que é apenas por hábito”, diz ele. “Tente reduzir ou cortar refrigerante, açúcar e junk food. Tome menos cervejas a cada semana, ou beba vinho, uma vez que normalmente tem menos calorias. ”Pequenas mudanças se somam, mas não parecem tão esmagadoras quanto a revisão de toda a dieta.

NÃO SE ENROLE
half-eaten pizza
Vasko Getty Images
Pare de comer antes de estar satisfeito – você não precisa se sentir recheado após cada refeição. “Não há problema em sentir um pouco de fome”, diz Overton. “Isso não significa morrer de fome ou pular refeições.” Só é preciso um pouco de tempo para que seu corpo envie as mensagens para o cérebro de que você está satisfeito, parando assim quando a pessoa satisfeita é uma maneira fácil de controlar as porções.

REALIZAR UMA AUDITORIA ALIMENTAR
Yogurt, granola, seeds, fresh, dry fruits and honey in bowl
Foxys_forest_manufacture Getty Images
Overton também sugere tentar acompanhar tudo o que você coloca em sua boca por uma semana. “Há muitos bons aplicativos que podem ajudar com isso”, diz ele. “Então você registra tudo por uma semana, depois analisa e tenta descobrir o que pode cortar. Você ficará surpreso com o que encontrar.

OBTER UM PLANO FORMAL JUNTOS
Human Hand Filling Meal Plan In Notebook
AndreyPopov
Se você não quer ir sozinho, peça ajuda a um nutricionista certificado que pode ajudá-lo a criar um plano de refeições que o ajudará a perder peso sem precisar tomar medidas extremas e ainda assim ter um bom desempenho em todos os seus passeios. Há também muitos grupos e fóruns online que você pode participar para suporte virtual.

APENAS SAIA DAQUI
German Alps, Karwendel, young couple mountain biking
Westend61 – Michael Reusse Getty Images
Tenha fé de que, ao perder peso, você ganhará mais energia. Uma vez que você se acostumar com a idéia de andar, fica mais fácil chegar lá regularmente. É uma recompensa em si e faz você se sentir rejuvenescido – se seu peso muda muito ou não.

10 maneiras de perder peso sem fazer dieta

Mudanças simples no seu estilo de vida podem ajudá-lo a perder peso e mantê-lo desligado.

Claro, você pode perder peso rapidamente. Há uma abundância de dietas da moda que trabalham para perder peso rapidamente – deixando você sentir fome e privação. Mas o que é bom perder peso apenas para recuperá-lo? Para manter libras permanentemente, é melhor perder peso lentamente. E muitos especialistas dizem que você pode fazer isso sem fazer uma “dieta”. Em vez disso, a chave é fazer ajustes simples no seu estilo de vida.

CONTINUE READING BELOW
YOU MIGHT LIKE

Um quilo de gordura – é igual a 3.500 calorias. Raspar 500 calorias por dia através de modificações dietéticas e de exercícios , você pode perder cerca de meio quilo por semana. Se você só precisa manter o seu peso atual, barbear 100 calorias por dia é suficiente para evitar os 1-2 quilos extras que a maioria dos adultos ganha a cada ano.

Adote uma ou mais dessas estratégias simples e indolores para ajudar a perder peso sem fazer uma “dieta”:

Coma o pequeno almoço todos os dias. Um hábito que é comum a muitas pessoas que perderam peso e mantiveram o hábito de comer o café da manhã todos os dias. “Muitas pessoas acham que pular o café da manhã é uma ótima maneira de cortar calorias, mas elas geralmente acabam comendo mais durante o dia”, diz Elizabeth Ward, MS, autora do livro ” The Pocket Idiot’s Guide to the New Food Pyramids “. o café da manhã tem IMC mais baixo do que o café da manhã e tem melhor desempenho, seja na escola ou na sala de reuniões. “Experimente uma tigela de cereais integrais com frutas e laticínios com baixo teor de gordura para um início rápido e nutritivo.
Feche a cozinha à noite. Estabeleça um horário em que você parará de comer para não ceder à fome da madrugada ou comer lanches enquanto assiste à televisão. “Tome uma xícara de chá, chupe um pedaço de doce ou desfrute de uma pequena tigela de sorvete light ou iogurte congelado, se você quiser algo doce depois do jantar, mas depois escove os dentes, assim será menos provável que você coma ou beba alguma coisa. outra coisa “, sugere Elaine Magee, MPH, RD,” Recipe Doctor “da WebMD e autora de Comfort Food Makeovers .
Escolha Liquid Calories Wisely. Bebidas adoçadas se acumulam nas calorias, mas não reduzem a fome como os alimentos sólidos. Satisfaça sua sede com água, água com gás com leite cítrico, desnatado ou com baixo teor de gordura, ou pequenas porções de suco de frutas 100%. Experimente um copo de suco de vegetais nutritivo e de baixa caloria para prendê-lo se você ficar com fome entre as refeições. Tenha cuidado com as calorias de álcool, que se somam rapidamente. Se você tende a beber um copo ou dois de vinho ou um coquetel na maioria dos dias, limitar o consumo de álcool aos fins de semana pode ser uma grande economia de calorias.
Coma mais produzir. Comer muitas frutas e legumes de baixo teor calórico e alto volume evita outros alimentos com mais gordura e calorias. Mova a carne do centro do seu prato e empilhe os vegetais. Ou tente começar o almoço ou jantar com uma salada de legumes ou uma tigela de sopa à base de caldo, sugere Barbara Rolls, PhD, autora do The Volumetrics Eating Plan . As Diretrizes Dietéticas de 2005 do governo dos EUA sugerem que os adultos consigam 7-13 xícaras de produtos por dia. Ward diz que não é realmente tão difícil: “Estocar sua cozinha com muitas frutas e legumes e em cada refeição e lanche, inclua algumas porções”, diz ela. “Sua dieta será enriquecida com vitaminas , minerais, fitonutrientes , fibras e, se você se abastecer de produtos super nutritivos, não estará buscando o pote de biscoitos.”
Vá para o grão. Ao substituir os grãos refinados por grãos integrais, como pão branco, bolos, biscoitos e salgadinhos, você adiciona fibras muito necessárias e as encherá mais rapidamente, de modo que é mais provável que você consuma uma porção razoável. Escolha pães integrais e massas, arroz integral, flocos de farelo, pipoca e biscoitos de centeio integral.
Controle seus ambientes. Outra estratégia simples para ajudar a reduzir as calorias é controlar seu ambiente – desde estocar sua cozinha com muitas opções saudáveis ​​até escolher os restaurantes certos. Isso significa evitar a tentação de ficar longe de todos os restaurantes que você puder comer. E quando se trata de festas, “coma um lanche saudável antes para não ficar morrendo de fome e seja seletivo quando encher seu prato no bufê”, sugere Ward. Antes de voltar para mais comida, espere pelo menos 15 minutos e tome um copo grande de água.
Trim porções. Se você não fizesse nada além de reduzir suas porções em 10% a 20%, perderia peso. A maioria das porções servidas em restaurantes e em casa é maior do que você precisa. Puxe os copos de medição para obter uma alça em seus tamanhos de porção usual e trabalhe em desfazê-los. Obtenha o controle instantâneo das porções usando pequenas tigelas, pratos e copos, diz Brian Wansink, PhD, autor de Mindless Eating. Você não se sentirá privado porque a comida parecerá abundante em louça delicada.
Adicione mais etapas. Obtenha um pedômetro e gradualmente adicione mais etapas até chegar a 10.000 por dia. Durante todo o dia, faça o que puder para ser mais ativo – ande enquanto fala ao telefone, leve o cachorro para passear e marque durante os comerciais da televisão. Ter um pedômetro serve como um motivador constante e lembrete.
Tem proteína em cada refeição e lanche. Adicionando uma fonte de proteína magra ou com baixo teor de gordura para cada refeição e lanche ajudará a mantê-lo sentir-se cheio por mais tempo, então é menos provável que você comer demais. Tente iogurte desnatado, pequena porção de nozes, manteiga de amendoim, ovos, feijão ou carnes magras. Os especialistas também recomendam comer refeições e lanches pequenos e freqüentes (a cada 3-4 horas), para manter os níveis de açúcar no sangue estáveis ​​e evitar o excesso de ingestão.
Alterne para alternativas mais leves. Sempre que possível, use as versões de baixo teor de gordura de molhos para salada, maionese, laticínios e outros produtos. “Você pode cortar calorias sem esforço se usar produtos com pouca gordura e mais leves, e se o produto for misturado com outros ingredientes, ninguém notará”, diz Magee. Substituições mais inteligentes: use salsa ou hummus como um mergulho; espalhe sanduíches com mostarda em vez de maionese; coma batatas doces assadas simples em vez de batatas brancas carregadas; use leite desnatado em vez de creme em seu café; segure o queijo em sanduíches; e use um pouco de vinagrete em sua salada, em vez de empilhar o molho cremoso.
WebMD Weight Loss Clinic-Feature

Leia também: Womax gel lipo funciona
Fontes
FONTES: WebMD Feature: “Com frutas e legumes, mais assuntos.” 2005 Dietary Guidelines dos EUA. Elizabeth Ward, MS, RD, autora, Guia do Bolão Idiota às Novas Pirâmides Alimentares. Elaine Magee, MPH, RD, autora, Comfort Food Makeovers . Brian Wansink, PhD, professor e diretor, Cornell Food e Brand Lab, Ithaca, NY; autor, Mindless Eating. Barbara Rolls, PhD, professora de ciências nutricionais; e diretor, laboratório para o estudo de comportamentos ingestivos humanos, Penn State University; e autor, The Volumetrics Eating Plan.

Fonte: https://www.valpopular.com/womax-gel-lipo-funciona/

Como emagrecer: 14 dicas para perder peso com saúde

Além de associar uma alimentação equilibrada à prática de atividades físicas, comer de 3 em 3 horas é um ponto importante

Perder peso não é a tarefa mais difícil do mundo, mas, quem já passou por um processo de emagrecimento sabe: exige dedicação, paciência e perseverança. Porém, com certeza vale a pena!

A pessoa que decide que quer emagrecer, seja por uma questão estética, seja por uma preocupação com a saúde, deve, em primeiro lugar, procurar a ajuda de um(a) nutricionista que possa orientá-la nesse processo. Deve, também, ter em mente que “dietas malucas” e/ou radicais, que prometem resultados quase que instantâneos, são prejudicais e dificilmente oferecerão uma perda de peso eficaz e definitiva.

Como a maioria das pessoas já sabe, emagrecer não tem segredo: é fruto de uma boa alimentação aliada à prática regular de atividades físicas.

Porém, algumas orientações são importantes e podem ajudar nesse processo! Confira as dicas a seguir:

1. Siga uma dieta saudável

A primeira orientação não poderia ser outra. Ninguém emagrecerá de forma saudável e definitiva se não seguir uma alimentação equilibrada.

Carina Amorim de Sá, nutricionista da Academia Contours, explica que alimentos ricos em fibras solúveis e insolúveis – presentes em pães 100% integrais, arroz integral, quinua, linhaça, chia em grãos, aveia, vegetais como alface, couve, escarola etc. – não podem faltar no cardápio de quem está buscando emagrecer. “Pois, além de serem mais nutritivos, vão facilitar o funcionamento do intestino e aumentar a saciedade, levando à redução do consumo calórico”, diz.

De maneira alguma podem faltar frutas, verduras e legumes variados na dieta, pois, ressalta a nutricionista, essas são as melhores fontes de vitaminas, minerais e antioxidantes, importantes para manter o metabolismo ativo, aumentar a produção de energia e facilitar a perda de peso.

“Boas fontes proteicas, como frango, ovos e peixes, são importantes para a manutenção da massa muscular e para propiciar maior saciedade, evitando o alto consumo calórico”, acrescenta Carina.

2. Coma de três em três horas

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Carina de Sá destaca que comer de três em três horas mantém o metabolismo ativo. “Ou seja, o corpo evita ‘poupar’ calorias para exercer suas atividades diárias, pois entende que sempre vai chegar alimentos para produção de energia”, diz.

A nutricionista explica que isso é interessante pois, até mesmo quando a pessoa “extrapola” nas calorias, nos dias “livres” da dieta, o corpo, por estar com o metabolismo ativo, vai ter mais facilidade em gastar as calorias extras consumidas.

Leia também: 11 maneiras de eliminar ou diminuir a gordura acumulada no culote

Além disso, acrescenta Carina, se ficar em jejum por mais de três horas, o corpo libera um hormônio chamado cortisol, que causa aumento da gordura abdominal e quebra da massa muscular. “Isso é muito ruim, pois deixa o metabolismo mais lento e dificulta a perda de peso”, destaca.

3. Nunca se esqueça de se alimentar

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Algumas pessoas têm dificuldades em seguir a orientação de comer de três em três horas, seja porque acabam esquecendo, por falta de tempo ou até porque não sentem fome nesse período relativamente curto.

Porém, não há escapatórias! Quem ainda não tem o costume de comer de três em três horas e quer emagrecer de forma saudável, deverá criar este hábito.

Saiba mais: Kifina benefícios

“Deve-se pensar no alimento como remédio, ‘comer para emagrecer’, é essa a ideia. Então, coloque avisos no celular ou na agenda para não se esquecer de se alimentar”, orienta Carina de Sá.

“Mesmo que a pessoa comece comendo bem pouco, o corpo vai se adaptando e começa a sentir fome nos horários estabelecidos. E assim, o metabolismo vai acelerando e, daí para frente, vai ser difícil ficar sem comer a cada três horas”, acrescenta a nutricionista.

Leia também: 12 alimentos leves para comer à noite sem ficar com o estômago pesado

4. Beba bastante água

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Carina de Sá destaca que a água é essencial para produção de energia: ela ajuda a transformar o alimento em energia, ajuda a transportar esses nutrientes e o oxigênio até as células. “É desintoxicante, além de evitar o inchaço, retenção de líquidos, enxaqueca e fadiga”, explica.

A nutricionista orienta a pessoa a começar e terminar o dia já bebendo um copo de água. “Ao longo do dia, se preciso, também coloque lembretes no celular a cada uma hora com o aviso para tomar água. Deixe uma garrafa de 500ml ou de 1,5l de água o mais perto possível do local de trabalho e, sempre que passar por um bebedouro, encha e beba um copo de água”, sugere.

“Atenção! Não espere a sede chegar para beber água. Ela já é um sinal da desidratação, ou seja, seu corpo já está sofrendo com a falta de água”, acrescenta a profissional.

5. Evite alimentos com alto índice glicêmico e pobres em nutrientes

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Seguir uma alimentação saudável sugere, também, “fugir” de alguns alimentos. “É preciso evitar aqueles que possuem alto índice glicêmico e são pobres em nutrientes, como os alimentos refinados: arroz branco, pão branco, doces e açúcares em geral”, diz Carina de Sá.

6. Evite alimentos industrializados, frituras e embutidos

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

A nutricionista Carina destaca que é importante evitar ainda alimentos industrializados, como sorvetes, miojos, biscoitos recheados, bolos, margarina e chocolate ao leite. “Eles são ricos em gorduras saturadas e praticamente não possuem nutrientes”, diz.

Leia também: Vitamina B12: conheça os benefícios que ela pode trazer para sua vida

A pessoa que quer emagrecer também precisa ficar longe de frituras, queijos amarelos, embutidos (como presunto) e do sal em excesso.

7. Evite tomar sucos industrializados e refrigerantes

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Em relação às bebidas, destaca Carina de Sá, é preciso evitar ao máximo os sucos de caixinha industrializados – pois estes são riquíssimos em açúcar –, além de fugir dos refrigerantes.

8. Evite ou diminua o consumo de bebidas alcoólicas

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Muitas pessoas têm o hábito de beber cerveja (ou outra bebida alcoólica) no final de semana, o que, certamente, pode atrapalhar o bom andamento da dieta.

“Nesse caso, estipule uma quantidade fixa da sua bebida favorita, por final de semana, e comprometa-se a não ultrapassar sua meta. Claro, ela deve ser menor do que a quantidade de costume. Assim, a cada final de semana, reduza um pouco até se adaptar a beber menos”, orienta Carina de Sá.

A nutricionista destaca que é importante evitar a restrição completa e radical da bebida em questão. “Outra orientação importante é, a cada copo de bebida alcoólica, consumir um copo de água. Assim você bebe menos e ainda evita a desidratação”, acrescenta.

9. Escolha atividades físicas adequadas

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Não tem como fugir: quem quer emagrecer precisa, também, se exercitar! “Parece até uma equação simples de se resolver: se pensarmos em ingerir menos alimentos calóricos (gorduras e processados) e dar preferência a refeições menos calóricas (fibras e carne magras), e aumentarmos o gasto calórico, com atividades prazerosas, a perda de peso é certa. Mas, a chave para um emagrecimento saudável está em uma boa alimentação aliada a uma atividade física monitorada e, principalmente, voltada para o corpo feminino”, destacam Fabíola Dias e Flávia Freitas, professoras da Academia Contours.

Ainda de acordo com as profissionais, as aulas circuitadas em academias especializadas para mulheres, juntamente com aulas que mesclam movimentos de luta (boxe, Karatê e outras), têm um alto gasto calórico. “Por exemplo, o circuito bem elaborado chega a ter um gasto energético de 665 calorias por hora, se feito três vezes por semana. E, nas aulas de luta, como o Body Combat, a perda é de 495 a 700 calorias por hora”, explicam Fabíola e Flávia.

“Para se ter uma ideia de comparação, na corrida, se houver variação de terreno e instabilidade de percurso, a perda calórica é de, no máximo, 600 calorias por hora, se for mantida uma velocidade média de 9 km/h”, acrescenta as professoras.

10. Reserve pelo menos 30 minutos para praticar atividades físicas

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Atualmente, com a correria do dia a dia, muitas pessoas reclamam que têm pouco tempo para se exercitarem. Porém, para emagrecer de maneira saudável, é fundamental que se mantenha a regularidade na atividade física.

“Se a pessoa conseguir manter a atividade por 30 minutos, 3 vezes na semana, por exemplo, os resultados serão surpreendentes”, destacam as professoras Fabíola e Flávia.

11. Se preferir, caminhe

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Algumas pessoas, simplesmente, não gostam de ir a academias. Porém, ainda assim não há desculpas para elas deixarem de se exercitar.

“A caminhada é uma excelente atividade aeróbica”, destacam Flávia e Fabíola. “Nesse caso, é necessário manter a regularidade de caminhar 3 vezes na semana, por 30 minutos”, acrescentam as professoras.

12. Não se esqueça da alimentação pré e pós-treino

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Carina de Sá explica que a alimentação rica em nutrientes no pré-treino potencializa a execução do exercício, sem deixar a pessoa fadigada durante o treino, além de evitar o catabolismo muscular. “Assim você não perde sua massa magra, que é a mais ativa em relação ao gasto energético”, destaca.

No pós-treino, explica a nutricionista Carina, a alimentação é importante para garantir uma boa recuperação muscular, ou seja, a reposição de glicogênio para os músculos, e evitar novamente sua degradação. “Além dos nutrientes como vitaminas, minerais e antioxidantes, importantes também para manter uma boa produção de energia pelo organismo e amenizar os processos inflamatórios gerados pela atividade física”, diz.

13. Fique longe de estresses

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Outro fator que influencia no funcionamento do seu corpo e que pode contribuir para a perda de peso é o stress. Cuidar da sua saúde mental pode te ajudar a ter mais energia para seguir uma alimentação saudável e se exercitar. Além disso, você pode buscar por atividades que proporcionem as duas coisas: uma mente tranquila e saudável e um corpo ativo. Algumas boas opções são a yoga, o pilates e a corrida.

14. Mantenha o foco nos benefícios da perda de peso

FOTO: REPRODUÇÃO / GIPHY

Como já foi citado, uma dieta de emagrecimento exige dedicação e foco. Se, durante o processo, por um motivo ou outro, você tiver vontade de desistir, afaste todo o pensamento negativo!

Foque em todos os benefícios que a perda de peso proporcionará: além de melhorar sua autoestima, o emagrecimento trará mais saúde e bem-estar, já que deixará sua pressão sob controle e diminuirá significativamente os riscos de diabete, derrame e doença cardiovascular.

Enfim, não faltam bons motivos para você aderir a uma dieta saudável! E agora você já tem ótimas dicas para isso. Mas, não se esqueça de começar procurando por profissionais que possam ajudá-la nesse processo!

Chá de Gengibre para Emagrecer

O chá de gengibre é um ótimo aliado do emagrecimento porque ele é um potente diurético e é considerado um alimento termogênico, aumentando o metabolismo e fazendo o corpo gastar mais energia. Mas além de ajudar a emagrecer, o gengibre também ajuda na digestão e atua contra a azia e os gazes intestinais.

Tomar diariamente o chá de gengibre ajuda a emagrecer até 2 kg por semana, desde que aliado a uma dieta saudável e à prática diária de exercícios físicos.

Receita do chá de gengibre
Chá de Gengibre para Emagrecer
O chá de gengibre deve ser feito na proporção: 2 cm de gengibre fresco ou 1 colher de chá de gengibre em pó para cada 1 litro de água.

Modo de preparo: Coloque os ingredientes numa panela e deixe ferver por cerca de 8 a 10 minutos. Desligue o fogo, tape a panela e espere amornar para coar e beber.

Como consumir: É aconselhado tomar o chá de gengibre 3 vezes por dia. Variações do chá de gengibre podem ser feitas adicionando limão, canela ou noz-moscada, e raspas de gengibre também podem ser adicionadas em sucos e saladas.

Leia também: chá de gengibre emagrece

Para aumentar o efeito emagrecedor do gengibre, é importante seguir uma dieta com pouca gordura e açúcar, e praticar exercícios físicos regularmente. Veja 3 passos para diminuir o consumo de açúcar.

Gengibre com Canela
Tomar o chá de gengibre adicionado de canela é uma forma de potencializar ainda mais os efeitos emagrecedores dessa bebida, pois a canela também atua como um termogênico e estimula a queima de gordura.

Para extrair o máximo de benefícios, a canela deve ser adicionada na água juntamente com o gengibre, levando os dois para o fogo e deixando a água ferver por cerca de 5-10 minutos. Veja outras formas de adicionar a canela na dieta para emagrecer.

Chá de Gengibre para Emagrecer
Gengibre com Açafrão
O açafrão é conhecido como um dos mais poderosos anti-inflamatórios e antioxidantes, trazendo benefícios para a saúde como melhora do sistema imunológico, da produção hormonal e da circulação.

Os juntar o gengibre com o açafrão, que também é conhecido como cúrcuma, obtém-se uma bebida poderosa para a saúde. O chá deve ser feito da seguinte forma: adicionar 1 um pedaço de de gengibre em 500 ml de água e levar para ferver. Ao levantar fervura, desligar o fogo e adicionar 2 colheres de chá de cúrcuma, abafando o recipiente e deixando a bebida descansar por 10 minutos antes de beber. Veja outras formas de usar a cúrcuma.

Receita de Suco de Gengibre com Abacaxi
O suco de gengibre com abacaxi é uma ótima opção para dias quentes e para auxiliar na digestão. Além das propriedades digestivas do gengibre, o abacaxi adiciona a bromelina, uma enzima que auxilia na digestão de proteínas.

Para fazer o suco, deve bater o abacaxi com um a dois pedaços de gengibre e servir gelado, sem coar e sem adicionar açúcar. Pode-se também adicionar hortelã e gelo para ficar mais saboroso.

Chá de Gengibre para Emagrecer
Receita de Limonada de Gengibre
Para os dias mais quentes, uma ótima opção é fazer a limonada de gengibre, que possui os mesmo benefícios para perder peso.

Ingredientes

1 litro de água
4 limões
5 gramas de gengibre ralado ou em pó
Modo de preparo

Esprema o suco dos 4 limões e junte numa jarra com a água e o gengibre. Deixe repousar na geladeira por, pelo menos, 30 minutos. Beba a limonada durante todo o dia, em substituição de 1 litro de água, por exemplo.

Chá de Gengibre para Emagrecer
Benefícios do consumo do gengibre
Os benefícios do consumo diário de gengibre também incluem:

Prevenção de alguns tipos de câncer, devido à sua ação antioxidante;
Combate doenças, devido à sua ação antisséptica;
Elimina toxinas do fígado;
Melhora da circulação sanguínea;
Melhora da digestão;
Prevenção de azia e de gases intestinais;
Ajuda a eliminar pedras nos rins.
No entanto, é preciso ter atenção porque o gengibre reduz a viscosidade do sangue quando utilizado em grandes quantidades, e o seu consumo por indivíduos que tomam remédios anticoagulantes regularmente, como aspirina, deve ser orientado pelo nutricionista para evitar riscos de hemorragia.

Como conseguir Emagrecer Rápido
Além de usar o gengibre, para emagrecer rápido é necessário evitar o consumo de açúcar, doces e alimentos ricos em farinha de trigo, como pães, bolachas, bolos, salgados e pizzas. Além disso, é preciso evitar o consumo de refrigerantes, sucos industrializados, bebidas alcoólicas e frituras.

Por outro lado, deve-se dar preferência ao consumo de vegetais folhosos, frutas, carnes magras, ovos, queijos e gorduras boas, como castanhas, amendoim, sementes, azeite de oliva e peixes como atum e sardinha. Veja um exemplo de cardápio para emagrecer rápido.

Sim, eles chegaram para ficar, os sucos detox simples caíram no gosto de todos ou da maioria, mesmo para quem não quer emagrecer, eles são opções de aliar sabor a benefícios para a saúde e servem para iniciar o café da manhã, acompanhar o almoço ou na hora do lanche.

Suas propriedades nutricionais chamam a atenção e abrem caminho para hábitos alimentares mais saudáveis.

O importante é ter consciência de que a mudança de hábitos é que vão ajudar a melhorar a saúde e consequentemente o peso.

A alimentação equilibrada, prática de atividades físicas e o consumo dos sucos detox podem funcionar juntos para a perda de peso ou ao menos para a melhora geral do organismo, por isso é interessante sim consumir estes sucos e de preferência feitos em casa.

Leia também: Max Detox funciona

Pois se trata de uma maneira mais natural de melhorar hábitos para emagrecer ao invés de recorrer a métodos perigosos que podem prejudicar ou ainda entrar no temido “efeito sanfona”.

Leia também:
Receita de Suco Detox para Tomar a Noite

Leia também: Kifina funciona

Receita de suco Detox Seca Barriga

Melhores horários para beber Suco Detox

Receita de Suco Detox para Emagrecer Rápido

Receitas de Suco Detox de Maracujá para Perder Peso

Receita: Suco Detox de Melancia com Gengibre para Emagrecer

Suco Detox Abacaxi: Receitas de Suco Detox para Perder Peso

Leia também: Phytophen funciona

Suco Detox de Couve com Limão e Gengibre para Emagrecer

A prática de dietas restritivas é prejudicial a longo prazo pois quando se volta a alimentação normal, os quilos voltarão também, enquanto que adquirir hábitos alimentares saudáveis sem restrições desnecessárias será uma maneira de sustentar a perda de peso.

Os sucos detox simples acompanhados da alimentação balanceada e prática de exercícios regulares é uma receita que pode ser efetiva para quem procura emagrecer sem querer colocar a saúde em risco e ainda melhorar a ingestão de nutrientes importantes.

Para ajudar a escolher novos sabores todos os dias, nosso post de hoje vai mostrar receitas de sucos detox simples de fazer e saborosos.

Continue aqui e aprenda conosco! Boa leitura!

Receitas de Sucos Detox Simples para Emagrecer

#1 – Suco detox de maçã, canela, limão, hortelã e farinha de chia

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Os sucos detox simples são uma opção prática para incluir diferentes nutrientes na alimentação numa mesma refeição e aumentar o teor de fibras que deve ser de 20 a 22g por dia, mas nem sempre é possível chegar a este valor diariamente.

Maçã: suas fibras dão sensação de saciedade e os seus nutrientes (vitaminas B1, B2, C, E, ferro, fósforo, magnésio, potássio) dão energia. A fruta também evita a retenção de líquidos, controla o colesterol e suas enzimas favorecem a absorção de nutrientes.

Limão: rico em vitamina C, fibras, é depurativo ajudando a eliminar toxinas, os polifenóis ( antioxidantes) evitam processos inflamatórios e suas fibras regulam o apetite.

Canela: é termogênico, acelera o metabolismo.

Hortelã: favorece a digestão e isso é fundamental para emagrecer.

Farinha de chia: rica em fibras e ácidos graxos essenciais, ajuda o funcionamento do intestino, elimina inchaços.

INGREDIENTES
1 maçã com casca
Suco de 1 limão
1 colher de chá de canela
1 punhado de folhas de hortelã
1 colher de sopa de farinha de linhaça
200 ml de água filtrada ou mineral
Gelo a gosto

MODO DE PREPARO
Lave a maçã e corte em cubos;
Coloque no liquidificador e reserve;
Esprema o limão e adicione no liquidificador, coloque os outros ingredientes e bata até ficar homogêneo (beba assim que ficar pronto).

#2 – Suco detox de melância, morango, limão e manjericão

A melância é um excelente diurético, além de ser rica em fibras, o morango é rico em vitamina C e antioxidantes, o manjericão melhora o sistema imunológico e o limão ajuda a eliminar toxinas.

Este suco irá ajudar a evitar a retenção de líquidos e o funcionamento do intestino.

INGREDIENTES
4 fatias grandes de melancia
10 morangos
Suco de 1 limão
3 folhas de manjericão fresco
100 ml de água filtrada

MODO DE PREPARO
Lavar os morangos;
Cortar as fatias de melancia e retirar a casca, colocar no liquidificador junto com o suco de limão, água, as folhas de manjericão e bater (beber assim que estiver pronto).

#3 – Suco detox de couve, abacaxi, capim limão (cidreira) e gengibre

O abacaxi com couve é um clássico dos sucos detox simples, mas essa receita tem um toque de capim limão e gengibre para dar um sabor diferente.

O abacaxi é diurético, facilita a eliminação das toxinas, rico em fibras facilita o trânsito intestinal, facilita a digestão.

A couve é rica em fibras e vitaminas, além de ajudar a digestão e proteger o estômago.

O capim limão é rico em vitaminas,é diurético e ajuda a eliminar o inchaço.

O gengibre é termogênico, anti inflamatório e protege o sistema digestivo.

INGREDIENTES
2 fatias de abacaxi;
1 folha de couve;
200 ml de água;
2 folhas de capim limão;
1 colher de chá de gengibre ralado.

MODO DE PREPARO
Colocar todos os ingredientes no liquidificador e bater (beber assim que estiver pronto).

#4 – Suco detox de laranja, mamão, cenoura e pepino

Esta combinação pode ser considerada uma ótima opção para um lanche rápido e nutritivo. Os suco detox simples cabem na rotina de todos, pois não levam muito tempo para prepará-los.

A laranja é rica em vitamina C e fibras, o mamão também tem fibras e ajuda o funcionamento do intestino.

A cenoura é rica em betacaroteno, precursor da vitamina A, portanto age como antioxidante e o pepino é diurético e rico em minerais.

INGREDIENTES
Suco de 2 laranjas;
1 fatia média de mamão;
½ cenoura lavada sem casca;
½ pepino lavado com casca;

MODO DE PREPARO
Esprema as laranjas e coloque o suco no liquidificador;
Coloque a fatia de mamão, corte o pepino e a cenoura em rodelas e bata tudo no liquidificador (coe e beba em seguida).

#5 – Suco detox de melão, hortelã e amaranto

O melão é rico em vitaminas, minerais e água, portanto age como diurético e elimina toxinas, a hortelã como já foi citado é digestiva e protege o estômago e o amaranto é rico em fibras, proteínas, minerais, ajuda o funcionamento do intestino e controla o colesterol.

O amaranto é facilmente encontrado em lojas de produtos naturais.

INGREDIENTES
1 fatia grande de melão;
200 ml de água;
1 colher de sopa de amaranto;
3 folhas de hortelã;

MODO DE PREPARO
Bater tudo no liquidificador (consumir em seguida).

#6 – Suco detox de maçã, laranja, capim limão e água de coco

Esta pode ser uma boa opção para incrementar o café da manhã, uma ótima maneira de começar o dia, esta versão dos sucos detox simples é fácil de agradar o paladar da maioria das pessoas.

INGREDIENTES
200 ml de água de coco;
1 maçã descascada;
1 laranja em pequenos gomos;
Folhas de capim limão.

MODO DE PREPARO
Lave e descasque a maçã, descasque a laranja, tire as sementes e corte em cubos;
Coloque no liquidificador junto com a maçã;
Adicione a água de coco e as folhas de capim limão, bata tudo, coe e beba a seguir.

#7 – Suco detox de melão com salsão e hortelã

O bom dos sucos detox simples é que eles combinam muito com as temperaturas quentes e a maioria das receitas ajudam a refrescar.

Sobre os nutrientes, já foram citadas as propriedades do melão e da hortelã anteriormente, a novidade aqui fica por conta do salsão que é rico em antioxidantes e polissacarídeos que agem como antiinflamatórios, evita o acúmulo de gordura no fígado, é diurético e evita inchaço.

INGREDIENTES
2 fatias de melão;
200 ml de água;
1 talo de salsão;
Folhas de hortelã a gosto.

MODO DE PREPARO
Colocar os ingredientes no liquidificador, bater e tomar em seguida.

#8 – Suco detox de maracujá, couve, maçã e capim limão

O maracujá vai dar um toque mais ácido neste suco e acrescentar antioxidantes, vitaminas e fibras que ajudam a limpar o intestino e eliminar resíduos tóxicos.

INGREDIENTES
Polpa de 2 maracujás;
1 maçã com casca;
2 folhas de couve;
1 colher de sopa de mel;
2 folhas de capim limão;
200 ml de água.

MODO DE PREPARO
Lave a maçã e corte;
Coloque no liquidificador junto com a polpa do maracujá e os outros ingredientes e bata (beba em seguida).

#9 – Suco detox de melancia, kiwi e pimenta biquinho

O kiwi é muito rico em vitamina C, fibras e vitamina K, é também rico em água e pouco calórico, a pimenta é rica em antioxidantes e um potente termogênico que vai acelerar o metabolismo.

Os sucos detox simples com termogênicos são ideais para tomar antes das atividades físicas.

INGREDIENTES
2 fatias de melancia;
1 kiwi sem casca;
100 ml de água de coco;
Folhas de hortelã;
1 colher de sopa de pimenta biquinho;
Gelo.

MODO DE PREPARO
Cortar a pimenta e tirar as sementes;
Colocar sem as sementes no liquidificador com os outros ingredientes (bater e tomar em seguida).

#10 – Suco detox de erva doce e maçã e chá verde

A erva doce é muito conhecida pelo chá, mas seus talos são ótimos para saladas e sucos, ela é rica em fibras ajudando o intestino a funcionar, além de ser um ótimo digestivo e aliviar dores de estômago, é rica em potássio, importante para evitar cãibras e controlar os batimentos cardíacos, além de ser um ótimo diurético eliminando toxinas dos rins.

O chá verde é rico em antioxidantes, termogênico e diurético.

As receitas de sucos detox simples como esta podem ser consumidas no lanche da tarde, pois assim o chá pode ser preparado pela manhã e ter tempo de ficar gelado na hora de fazer o suco.

INGREDIENTES
2 talos de erva doce;
1 maçã com casca;
200 ml de chá verde;
1 colher de sopa de mel.

MODO DE PREPARO
Faça o chá com 200 ml de água e uma colher de sopa de folhas de chá verde e coloque na geladeira;
Após o chá verde estar gelado coloque no liquidificador juntamente com os outros ingredientes, bata e (beba em seguida).

Estas foram nossas receitas de sucos detox simples para entrar na sua alimentação. Procuramos sempre trazer informações que ajudem a melhorar seu dia a dia e sua qualidade de vida!

A dieta low carb propõem uma redução significativa da ingestão de carboidratos. Na alimentação convencional, cerca de 50 a 55% do que é consumido são carboidratos, já na dieta low carb essa média deve cair para 30% ou menos.

Nos últimos anos 20 estudos recentes concluíram que a dieta low carb é uma boa opção para a obesidade e sobrepeso, dada a rapidez em resultados para quem busca o emagrecimento. Isso acontece porque a redução dos carboidratos incentiva o corpo a adquirir energia por meio da gordura e ainda força uma reeducação alimentar.

Navegue Pelo Conteúdo

1 Como funciona a dieta low carb
2 Dieta low carb Resultados
3 Quanto tempo leva para dar resultados?
4 Quanto tempo dura a dieta?
5 10 benefícios comprovados da dieta low carb
6 Cardápio low carb
7 Como começar a dieta low carb?
8 Os 3 erros mais comuns da dieta low carb
9 Malefícios da dieta low carb
10 A dieta Atkins e Dieta Dukan são low carb
COMO FUNCIONA A DIETA LOW CARB
Atualmente, a base da alimentação da grande maioria das pessoas é o carboidrato. A própria pirâmide alimentar brasileira desenvolvida pela Anvisa recomenda o consumo de 6 porções desse nutriente por dia, ou seja, mais de 50% do total de calorias provém de comidas ricas em carboidratos.

A dieta low carb nada mais é que a redução da ingestão de carboidratos, de forma que esse nutriente passa a deixar de ser o de maior quantidade na alimentação, dando mais ênfase às proteínas e gorduras. Nela, o consumo de carboidrato deve ser menor que 150 gramas por dia (normalmente é de 50 a 150 gramas).

Este regime contrapõem a metodologia da maioria das outras dietas onde tem-se a redução de gorduras. Estudos já chegaram a provar que a redução de carboidrato é mais benéfica do que a estratégia de redução de gordura, o que era o principal alvo de críticas da dieta low carb.

Uma alimentação low carb não significa tirar todos os carboidratos da dieta, mas sim diminuir seu consumo. Ao fazer refeições de carboidratos, prefira sempre aqueles com baixo índice glicêmico e integrais, como batata doce e arroz integral.

Para promover energia ao organismo que a pessoa terá reduzido com o baixo consumo de carboidratos, a dieta low carb propõem o aumento do consumo de proteínas e gorduras. Esses dois nutrientes ajudam na elevação do gasto energético, preservação da massa magra (músculo) e aumento da saciedade, além de estimularem muito menos a secreção de insulina.

A Low Carb fundamenta-se no fato de que, havendo uma grande restrição de carboidratos, o corpo passará a queimar gorduras para transformá-la em energia, causando assim, a perda de peso.

Ela é recomendada para diabéticos do tipo 2, pois melhora o índice glicêmico sanguíneo e também para pessoas com obesidade ou sobrepeso, pois auxilia na perda de peso. Além disso, há evidências de que este tipo de alimentação é capaz de aumentar o HDL e diminuir os triglicerídeos.

DIETA LOW CARB RESULTADOS
Os carboidratos tem a função de dar energia ao organismo de forma rápida, afinal este passa a ser digerida no momento em que entra em contato com a saliva, causando picos de insulina e armazenamento de gordura, caso consumido em excesso.

Ao restringir o consumo de carboidratos o organismo passa a ser obrigado a utilizar consumir a gordura do próprio corpo para manter-se em funcionamento.

Esse aproveitamento de energia é feito por meio dos corpos cetônicos que substituem a glicose obtida por meio dos carboidratos.

Esse processo é chamado de cetose, um estado metabólico em que o organismo substituir a glicose (principal fonte de energia nos corpos humanos) pelas reservas de gordura. É a situação literal para “queimar de gordura”.

Não há resultados específicos, mas de acordo com experiências de quem já aderiu ao regime, é possível emagrecer de 5 a 10 kg em um único mês.

A verdade é que tudo dependerá de quais são suas necessidades calóricas diárias e como você irá montar o seu cardápio. Para fazer um panorama de quanto a dieta low carb pode te fazer emagrecer confira o post sobre quantas calorias preciso queimar para perder peso.

QUANTO TEMPO LEVA PARA DAR RESULTADOS?
A maioria daqueles que já praticaram a dieta low carb dizem ver resultados visíveis a partir da segunda semana. No entanto a duração da dieta é de aproximadamente 3 meses, dependendo de pessoa para pessoa, afinal o corpo de cada um tem especificidades e reagem de forma diferente. Após retornar à rotina normal, opte pela reeducação alimentar para não ganhar todo o peso perdido novamente.

Depois de sair do low carb comer bem é fundamental para manter o peso conquistado. Para àqueles que seguiram uma dieta mais restrita (menos de 50 gramas de carboidrato por dia), a reintrodução deve ser feita aos poucos.

QUANTO TEMPO DURA A DIETA?
Após ter o resultado desejado com a dieta, a manutenção da boa forma deve acontecer com base na prática de exercícios físicos e uma alimentação equilibrada o que significa voltar a comer uma quantidade maior de carboidratos, mas equilibrando todos os nutrientes numa proporção correta, de forma saudável.

Ao manter a redução de carboidratos por muito tempo é possível trazer danos ao organismo, como cansaço, dores de cabeça frequentes e até dificuldades neurológicas. Em alguns casos pode haver aumento do colesterol devido ao alto consumo de gordura saturada.

10 BENEFÍCIOS COMPROVADOS DA DIETA LOW CARB
Diminui o apetite;
Dá mais saciedade;
Perde gordura, ou seja, emagrece;
Aumenta os níveis de colesterol bom (HDL);
Controla os níveis de açúcar no sangue;
Previne a diabetes;
Diminui a pressão arterial;
Previne contra doenças cardíacas;
Trata doenças metabólicas;
Baixa os níveis de triglicerídeos no sangue.
Confira mais detalhes dos estudos que comprovam os benefícios da dieta low carb nos seguintes links 1, 2, 3. Ao contrário do que diz o senso comum, excluir os carboidratos da do seu prato não é sinônimo de passar fome.

CARDÁPIO LOW CARB
Confira uma opção de cardápio low carb para te ajudar na mudança de hábitos até a conquista do emagrecimento pela queima de gorduras espontânea:

[VEJA TAMBÉM: Receitas para a dieta low carb ]

COMO COMEÇAR A DIETA LOW CARB?
Primeiramente, é preciso entrar em contato com um profissional (médico, nutricionista) para saber se essa dieta é adequada para você. Ele irá calcular qual a é a melhor ‘’distribuição’’ de nutrientes na sua dieta de acordo com sua idade, sexo, nível de atividade física, rotina, entre outros.

1 – QUAL É A QUANTIDADE DE CARBOIDRATOS DIÁRIA?
A quantidade de carboidrato da LC pode variar dependo do seu objetivo, sendo que:

100 A 150 GRAMAS POR DIA
Esta porção é mais indicada para quem quer fazer uma reeducação alimentar, não é muito restrita porém também pode auxiliar na perda de peso e controle da glicemia.

50 A 100 GRAMAS POR DIA
Essa é uma faixa de carboidratos para aqueles que estão com sobrepeso, não tem nenhuma doença que se mostre como uma impedição e quer ter resultados visíveis em pouco tempo.

20 A 50 GRAMAS POR DIA
O consumo desta quantidade por dia é para quem quer o máximo de emagrecimento no menor tempo possível. É preciso restringir mais alimentos e cuidar para que não haja falta de energia e nutrientes.

Leia também: E-book 101 Receitas Low Carb

2 – CARDÁPIO DA DIETA LOW CARB – O QUE PODE E O QUE NÃO PODE COMER
São várias as opções de cardápio da dieta low carb, ao substituir os carboidratos você deve adicionar legumes, vegetais, fibras, proteínas e gorduras.

Leia também: Kifina funciona

O que pode comer na dieta low carb – alimentos permitidos

Carne de vaca, porco, galinha e peixe;
Todo fruto do mar;
Ovos;
Verduras e legumes;
Folhas verdes;
Nozes e sementes;
Alimentos ricos em fibras;
Abacate, coco, morango, kiwi, limão
Outras frutas em pouca quantidade;
Sementes como chia e linhaça;
Oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas, amendoim);
Queijos
Gorduras e óleos como azeite de oliva, banha, óleo de coco, creme de leite, manteiga;
Batata, cenoura e beterraba em pouca quantidade;
Chocolate amargo;
Adoçantes naturais (xilitol, eritritol, stevia).
Confira aqui a lista completa de alimentos low carb e zero carb. Pode fazer nos lanches o uso de bastante suco detox, desde que sem adição de açúcar.

O que não pode comer – alimentos proibidos na dieta

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Café e chás adoçados;
Achocolatados;
Doces e sorvetes;
Balas e doces em excesso;
Refrigerantes;
Carboidrato em excesso, principalmente os ‘’brancos’’ (refinados);
Arroz;
Pão e massas;
Chocolate ao leite;
Bebidas alcoólicas. Está liberado somente vinho do Porto que tem pouco açúcar (1 taça);
Açúcar refinado;
Trigo e cevada;
Gordura trans (presente na margarina);
Produtos light;;
Alimentos processados e industrializados
Bolachas.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Atualmente é muito fácil conferir receitas e opções para conseguir tornar o seu prato mais leve e livre dos carboidratos. Se quiser cardápios prontos low carb confira aqui as opções do QueroViverBem.

3 – MANTER A ROTINA E TER PACIÊNCIA
Após iniciar a sua dieta low carb tenha paciência e mantenha a rotina com um cardápio bem adaptado. Lembre-se que o a sua ansiedade e estresse podem contribuir para o mau funcionamento do organismo, criando inchaço devido a dificuldades no sistema linfático e dando ainda mais vontade de comer compulsivamente. Controle-se.

OS 3 ERROS MAIS COMUNS DA DIETA LOW CARB
Depois de começar você deve estar sempre atenta as suas atitudes, pois a dieta low carb pode sim trazer danos à sua saúde e por isso nunca caia no risco de cometer erros comuns. Veja aqui quais são eles e se policie!

Erro 1 – Comer muito carboidrato

Para que o seu corpo entre em cetose (consuma gordura do próprio corpo) é preciso que sua dieta esteja ajustada a uma faixa de pelo menos 50g de carboidrato por dia. Se você consumir mais do que isso os resultados podem não acontecer, dependendo de seu organismo. Não precisa começar com essa quantidade, vá diminuindo aos poucos, mas em algum momento deve chegar a ela para otimizar a perda de peso nem que seja por curto período de tempo.

Apenas a redução pode trazer resultados, mas não tanto quanto o esperado.

Erro 2- Eliminar o carboidrato por completo

Apesar do carboidrato ser o “vilão” nessa dieta, eles também são necessários. Nunca corte por completo o carbo de sua dieta, afinal, a dieta low carb não é uma restrição dos carboidratos e sim uma redução de carboidratos, faz toda a diferença! Ao cortar por completo esse nutriente do seu organismo você poderá trazer sérios problemas para a sua saúde.

Erro 3 – Comer proteína demais

Cortar os carboidratos da sua alimentação não significa substituí-lo por completo pelas proteínas. Elas são um macronutriente importante, dá sensação de saciedade, acelera o metabolismo e tem muitos benefícios para a perda de peso.

Mas se for ingerida demais você carrega o corpo de aminoácidos que se transformam em glicose posteriormente por meio da gliconeogênese. Quando isso acontece a low carb vai para o espaço. Além disso, o alto consumo de proteínas pode causar prisão de ventre e problemas renais.

A quantidade correta de gramas de proteína por dia a ser consumida para que os níveis de glicose permaneçam adequados para a perda de peso é de 1,5 a 2 g por kg de peso corporal por dia.

[VEJA TAMBÉM: 5 Vantagens e 3 Desvantagens da Dieta Low Carb]

MALEFÍCIOS DA DIETA LOW CARB
Os malefícios da dieta low carb ainda são fruto de uma intensa discussão no mundo científico. O que sabe é que pessoas diagnosticadas com diabetes tipo 2 e diabetes mellitus não devem realizar o regime, uma vez que as alterações repentinas nos níveis de açúcar no sangue podem ser perigosos para esse público.

Uma pesquisa realizada por 25 anos e publicada na The Lancet Public Health observou os resultados da dieta low carb em 15,4 mil pessoas. Os dados coletados indicam que o baixo consumo de carboidratos pode reduzir a expectativa de vida.

Dos entrevistados, aqueles que obtinham de 50% a 55% energia por meio de carboidratos tinham um risco de morte ligeiramente menor do que quem mantinha uma dieta restritiva.

Além disso, a redução do açúcar no sangue pode causar alguns efeitos colaterais na dieta low carb como dores de cabeça, fadiga, alterações de humor , queda de pressão e sobrecarga da função renal (quando há excesso de consumo de proteínas).

O jejum intermitente é uma maneira diferente de pensar sobre os alimentos, com vários benefícios para a saúde, boa forma e produtividade. O jejum intermitente não é uma dieta, mas uma padrão de como organizar suas refeições ao longo do dia: é uma abordagem cujo foco não está tanto no que você come, e sim no quando.

O que é o Jejum Intermitente
Existem vários tipos de jejum intermitente, mas o mais comum é o de “pular o café da manhã”. Consiste em ficar 16 horas (14 para mulheres) sem se alimentar. Isso significa que toda sua alimentação do dia é feita em uma “janela” de 8 horas (10 para mulheres), como por exemplo entre 12:00 e 20:00.

Isso significa, no exemplo acima, que das 20:00 até o meio-dia do dia seguinte não teremos nenhuma ingestão de calorias. Bebidas como café e chá (desde que sem açúcar) podem ser consumidas (é importante se hidratar muito bem durante esse período).

Esse é um jejum que, surpreendentemente, é muito fácil de ser feito. Quem já tem o hábito, pratica quase que diariamente sem nenhum sacrifício. Ele é particularmente fácil para quem já pratica uma dieta natural, com baixo teor de carboidrato e elevado teor de gordura natural.

Como funciona? Não faz mal?
Jejuns prolongados, em geral, não são recomendados sem supervisão. Mas os jejuns curtos e intermitentes podem ser utilizados pela grande maioria das pessoas. Ao contrário do que se pensa, uma pessoa saudável não se sentirá fraca e incapacitada ao ficar algumas horas sem comer, pelo contrário.

Quando comemos com frequência constante, o corpo tem o alimento sempre disponível como fonte de energia e guarda as “sobras” na forma de gordura corporal. Na ausência de alimento, o corpo utiliza essa gordura estocada como fonte de energia, o que resulta em perda de peso e saúde para o organismo.

Durante o jejum, a produção de insulina diminui e a sensibilidade à insulina aumenta: isso significa que ao se alimentar novamente, o corpo vai metabolizar o alimento de modo mais satisfatório. Através do jejum intermitente reeducamos o corpo a utilizar o alimento da maneira mais efetiva possível. Isso significa não há acúmulo de gordura e ocorre aumento muscular (se os músculos forem exercitados).

Quando o corpo está sem seu combustível usual – glicogênio – ele passa a queimar gordura e também passa a reciclar componentes celulares danificados, o que se chama de autólise inteligente, e através desse processo o corpo se recupera mais rápido e tem a capacidade de renovar os seus sistemas, como o sistema imunológico.

Além disso, o jejum intermitente tem a incrível capacidade de reparar neurônios danificados e estimular o cérebro a gerar novos neurônios (neurogênese).

O jejum intermitente permite ao organismo reciclar nutrientes, renovar e organizar sua estrutura biológica e metabólica, eliminar componentes desnecessários, fortalecer a imunidade, produzir hormônios em deficiência e rejuvenescer tecidos – além de amplificar a eficiência e desempenho físico e mental.

E a ideia de comer em 3 em 3 horas?
Ainda é comum ouvirmos recomendações de que o ideal para a saúde seria se alimentar de 3 em 3 horas, e que necessitamos de pelo menos 3 refeições por dia (mais lanches e snacks), ou que o café da manhã é a mais importante delas. É o que se ensina ainda na maioria das faculdades de nutrição, e o que ainda é prescrito pela maioria dos profissionais. Ainda, pois a imensa maioria de evidências científicas já aponta nessa nova direção.

Na verdade, o conselho de comer de 3 em 3 horas é válido somente na dieta prevalente das últimas décadas, muito rica em alimentos industrializados. Com fontes de energia tão ruins, não é de se duvidar que as reservas de energia se esgotem tão rapidamente assim. É o mesmo raciocínio que levou ao grande equívoco de considerar gorduras como algo ruim.

Não seria o jejum intermitente mais uma moda?
A prática do jejum intermitente fez parte do desenvolvimento metabólico de nossos ancestrais, caçadores e coletores que praticavam o jejum com frequência, pois nem sempre havia alimento disponível no ambiente selvagem. Médicos de diferentes tradições ancestrais recomendavam o jejum como ferramenta de regeneração e cura do organismo. Os próprios animais, quando ficam doentes, jejuam.

Se observarmos a história, o jejum é uma prática que desde o princípio dos tempos é utilizada e recomendada por praticamente todos os povos e culturas do planeta. Ás vezes não precisa ir muito longe: provavelmente nossos avós comiam poucas refeições por dia, e nem por isso eram obesos ou pouco saudáveis.

Leia também: Kifina reclame aqui

Benefícios do Jejum Intermitente
Aumento da longevidade
Contribui para a renovação celular
Estimula o cérebro a criar novos neurônios
Diminui a produção de insulina
Aumenta a sensibilidade à insulina, que faz com que o corpo metabolize o alimento da maneira mais eficaz


Leia também: Phytophen reclame aqui
Reduz o estresse oxidativo (atua como um anti-oxidante, protegendo o corpo)
Aumenta a produção do hormônio do crescimento, que estimula o aumento da massa muscular e contribui para a saúde geral do organismo
Diminui inflamações
Há estudos também apontando que o jejum ajuda em distúrbios psíquicos, diminuindo sintomas de depressão, desânimo e agressividade.
Seu dia fica mais produtivo e simples
Costuma melhorar nossa produtividade, não só por nos deixar mais alertas e dispostos
Economiza tempo e dinheiro
Muito fácil de fazer (bem mais fácil que dietas em geral!)
Contra-Indicações

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

Evite o jejum intermitente nas seguintes situações ou sintomas:

Durante ou próximo do período menstrual (logo antes ou depois)
Mulheres que estejam querendo engravidar e que estejam amamentando
Fadiga crônica
Num período em que não se está lidando bem com o estresse

Leia também: o que é Jejum Intermitente

Problemas de sono
Problemas no estômago como inflamações e infecções
Desequilíbrios hormonais
Conclusão
O jejum intermitente é um assunto muito vasto, e aqui minha intenção foi só colocar as informações mais básicas para se interar do assunto. É sempre importante consultar um profissional para mudanças alimentares. Quanto à minha experiência, eu já experimentei algumas vezes, e apesar de parecer muito difícil, com um pouquinho de sacrifício, dá para fazer. Recomendo!

Uma dica: o não comer é um período extremamente produtivo – seja para realizar tarefas, para estudar, trabalhar, caminhar, etc. Não gaste este precioso período pensando em comida ou contando as horas para o momento de comer de novo. Simplesmente esqueça o assunto. Tenha confiança de que seu corpo tem as reservas de que necessita e lembre-se de que é possível ficar sem comida e permanecer vivo por semanas, conforme a ciência comprovou. Aproveite seu jejum.

A massagem redutora é uma técnica manual em que se trabalha de forma intensa todo o tecido adiposo. Esta massagem tem efeitos rápidos, pois podem constatar-se os seus resultados logo a partir da primeira sessão.

É uma técnica indicada em especial para a zona abdominal, pois é onde se notam os resultados mais eficazes e rápidos. A principal diferença entre esta técnica japonesa e outras massagens lipoescultoras é a cliente não sentir dores profundas, no máximo algum desconforto, mas não dores. E não deixa marcas na pele da cliente.

A técnica consiste em dividir a zona abdominal em duas partes (esquerda e direita) e trabalhar uma de cada vez. As manobras utilizadas variam entre manobras de: aquecimento, amassamento profundo e rolamento contínuo. Este tipo de manobras fazem com que as células entrem em combustão e sejam “esvaziadas”. A gordura é assim eliminada pela corrente sanguínea, pela urina e pelas fezes.

Indicações

– Redução de medidas

– Tonificação da pele

– Modelagem corporal

– Manutenção após lipoaspirações

– Lipodistrofia ginóide

– Ptose abdominal.

Contra-indicações

– No pós-parto, deve guardar-se um período de 5 a 6 meses, ou após liberação médica.
– É totalmente contra-indicado em pessoas com problemas linfáticos, portadores de neoplasias, pessoas que já tenham tido algum tipo de neoplasias e gravidez.
Saiba mais na próxima página

O verdadeiro poder das mãos

Esta massagem exige do profissional uma boa sincronização com as mãos. No Japão, o verdadeiro poder vem das Mãos, por isso nesta técnica usa-se apenas óleo para massagem.

No entanto, existem casos em que a profissional pode optar por usar uma fórmula cosmética redutora, para haver uma pequena “ajuda” nos resultados.

Leia também: massagem redutora funciona

Massagem passo a passo

Medidas

A primeira fase do cuidado abdominal japonês consiste em tirar as medidas da cliente em pelo menos 4 locais do abdómen (cintura, 2 dedos acima do umbigo, e 2 dedos abaixo do umbigo).No final da massagem, fazem-se novas medições para se verificarem os resultados obtidos.
Preparação da pele

Leia também: Kifina é bom

Ao manipular a zona do abdómen, caso seja utilizado algum creme redutor, deve fazer-se primeiro uma ligeira esfoliação no local, mas se se utilizar apenas óleo de massagem ou creme para massagem, pode iniciar-se normalmente. Manobras
Começa-se por abrir os gânglios do sistema linfático e depois os gânglios das zonas inguinais. (A intenção da massagem é retirar e levar a gordura para o sistema excretor, drenando-a.)


Leia também: Phytophen é bom
– Com as mãos espalmadas, aquecemos o local para facilitar o trajecto da gordura que fica localizada atrás das costas (zona do sutiã), fazendo o mesmo movimento na região da cintura.
– Para modelar a zona da cintura fazemos movimentos em forma de X, onde a cliente já nota no final que a cintura está marcada.
– Depois de aquecer o local começamos as manobras cruzadas, com as mãos, em forma de C, trabalhando de forma contínua e bem sincronizada para quebrar a gordura. Isso deve ser feito durante cerca de 5 minutos. A cliente pode sentir algum desconforto nesta altura, mas é normal. Não se deve aplicar força nas mãos.
– Após esta manobra, segue-se o rolamento contínuo horizontal (vai e vem). Subir em direcção ao peito (debaixo do peito) e voltar à zona da cintura. Esta manobra deve ser feita continuamente durante cerca de 5 minutos. Isto vai fazer com que a gordura seja desfeita, com o consequente desgaste das células de gordura.
Saiba mais na próxima página
Leia também: Phytophen é bom
– Com as mãos espalmadas, aquecemos o local para facilitar o trajecto da gordura que fica localizada atrás das costas (zona do sutiã), fazendo o mesmo movimento na região da cintura.
– Para modelar a zona da cintura fazemos movimentos em forma de X, onde a cliente já nota no final que a cintura está marcada.
– Depois de aquecer o local começamos as manobras cruzadas, com as mãos, em forma de C, trabalhando de forma contínua e bem sincronizada para quebrar a gordura. Isso deve ser feito durante cerca de 5 minutos. A cliente pode sentir algum desconforto nesta altura, mas é normal. Não se deve aplicar força nas mãos.


Leia também: Farinha seca barriga é bom
– Após esta manobra, segue-se o rolamento contínuo horizontal (vai e vem). Subir em direção ao peito (debaixo do peito) e voltar à zona da cintura. Esta manobra deve ser feita continuamente durante cerca de 5 minutos. Isto vai fazer com que a gordura seja desfeita, com o consequente desgaste das células de gordura.
Saiba mais na próxima página

– Continuamos a fazer os rolamentos verticais, primeiro para cima, cerca de 3 vezes, de fora para dentro, até metade da barriga. Depois no sentido vertical para baixo (de fora para dentro). Ao finalizar, com as mãos em concha faz-se uma tapotagem (manobras feitas com a mão em forma de concha) para descompressão e pinçamentos, para que a pele volte ao normal. Estas manobras são depois realizadas no outro lado do abdómen da cliente.
– Para finalizar, realizam-se movimentos na zona abdominal no sentido dos ponteiros do relógio, fazendo compressão com as mãos sobrepostas, para acalmar os órgãos internos. No final da sessão a cliente pode sentir imediatamente os efeitos fisiológicos da massagem, já que, devido aos estímulos das manobras, os intestinos passam a funcionar de forma mais rápida, fazendo a excreção da gordura.

Protocolo

O número de sessões pode variar de acordo com cada caso. Cada cliente deve ter a sua avaliação personalizada, pois cada pessoa reage de uma forma diferente da outra. Existem pessoas que perdem até 5 cm numa primeira sessão.

Geralmente, quando a cliente não tem muita gordura abdominal localizada, realizam-se apenas 3 a 5 sessões. É isso que torna esta técnica muito interessante, pois não são necessárias 10 sessões para se terem bons resultados.

Podemos aplicar esta massagem até 3 vezes por semana, dependendo do caso, em dias alternados. Em casos de maior nível de gordura localizada, devem ser feitas mais sessões. A manutenção deve ser feita aproximadamente de 15 em 15 dias.

No início, começa por fazer-se sessões duas a três vezes por semana, e depois de 15 em 15 dias.