Se seu parceiro sofria de impotência, você reconheceria os sinais?

A impotência é a condição em que um homem é incapaz de atingir ou manter uma ereção suficiente para a conclusão satisfatória de uma atividade sexual escolhida. É um problema comum, afetando pelo menos um em cada dez homens em todas as idades em todos os países. O problema pode ser global, na medida em que ocorre em todas as situações em que a atividade sexual é tentada, ou pode ser situacional – onde as ereções podem ocorrer em algumas situações, mas não em outras. Por exemplo, o homem pode ter boas ereções ao acordar, mas não consegue obter ou manter ereções quando tenta ter relações sexuais com o parceiro. Existem muitas causas diferentes de impotência, mas felizmente, atualmente, até 90% dos pacientes podem ser ajudados a recuperar sua potência.

Sinais indicadores
Um homem que está experimentando impotência muitas vezes se sente envergonhado e culpado por achar que é difícil falar sobre a situação, mesmo com seu parceiro. Em vez disso, ele pode manipular eventos para evitar situações nas quais a relação sexual possa ocorrer.

Exemplos comuns disso incluem ficar acordado até tarde da noite, de modo que seu parceiro esteja dormindo antes de ir dormir ou trabalhando mais horas do que o habitual no trabalho, de modo que esteja cansado à noite, vá dormir mais cedo que seu parceiro e está dormindo quando ela se retira para dormir. Outro jogo frequentemente usado é convidar amigos e parentes para a casa com freqüência, de modo a reduzir o tempo ‘privado’ que ele tem com o parceiro. Ele também pode começar a sair mais durante o dia, novamente para garantir que ele não esteja disponível se o parceiro quiser se aproximar dele sexualmente. E, claro, os homens podem evitar a ‘dor de cabeça’ quando se trata de sexo, como as mulheres tradicionalmente fazem.

Estas são todas as respostas normais para o problema, mas elas podem piorar o problema. Quando o homem pode atingir uma ereção, mas tem dúvidas sobre sua manutenção durante as relações sexuais, ele pode reduzir o tempo gasto nas preliminares e ejacular logo após a penetração, antes de perder sua ereção.

Reação do parceiro
As mudanças no comportamento do homem, conforme descrito acima, podem fazer com que o parceiro pense que o homem está tendo um caso. Quando ela pensa isso, uma mulher às vezes reage tentando ser mais atraente e se comporta mais sexualmente para tentar ‘vencer’ seu homem de volta. Obviamente, isso pode piorar a situação, pois vai colocar mais pressão sobre o homem e ele pode então tomar medidas mais extensas para evitar o contato físico com seu parceiro, uma reação que provavelmente reforçará a ideia errônea da mulher de que ele está tendo um caso.

Quando uma mulher sabe que seu parceiro está tendo problemas com ereções, ela pode reagir de várias maneiras. Algumas mulheres se sentem responsáveis ​​pelo problema: “Deve ser minha culpa ele estar com um problema. Talvez eu não seja mais sexualmente atraente para ele ”; ‘Talvez minha antipatia por muita experimentação sexual tenha feito ele perder o interesse’. Outras mulheres sentem-se fisicamente rejeitadas, insatisfeitas e ressentidas, sentimentos que podem facilmente se estender a outras áreas de suas vidas, levando a discussões e brigas, muitas vezes sobre coisas triviais. Quando um homem pode ter uma ereção, mas perde logo após a penetração, algumas mulheres se culpam pensando que suas vaginas são grandes demais para estimular suficientemente o pênis.

O que causa a impotência?
Existem muitas causas de impotência. Estes podem ser divididos amplamente em causas físicas ou psicológicas.

As causas físicas incluem condições que danificam os nervos ou os vasos sanguíneos que alimentam o pênis, como diabetes, pressão alta, aterosclerose (formação de bolhas nas artérias, como ocorre quando o homem tem colesterol elevado) e lesões na coluna vertebral. Os nervos e vasos sanguíneos também podem ser danificados como resultado de cirurgia no reto, próstata e bexiga, ou por radioterapia nos órgãos pélvicos. Outra importante causa física da impotência são as drogas. Muitos, mas não todos, os medicamentos prescritos para tratar a pressão alta e vários medicamentos usados ​​para condições psiquiátricas prejudicam as ereções. Fumar e beber álcool excessivamente também pode levar à impotência. Raramente, a impotência pode ser causada por ter muito pouca testosterona (sexo masculino hormônio).

Leia também: Estimulante sexual masculino qual é o melhor

Entre as causas psicológicas da impotência, o “medo do fracasso” é o mais comum. É quando o homem está tão ocupado que não conseguirá manter a ereção que não consegue relaxar durante o sexo. Outras causas psicológicas comuns de impotência incluem cansaço, culpa, preocupação, depressão e estresse.

O que você pode fazer para ajudar?
A conspiração do silêncio que muitos casais mantêm sobre a impotência não ajuda em nada o problema. O primeiro passo para superar a impotência é enfrentar o problema e discuti-lo o mais abertamente possível.

As mulheres podem, muitas vezes, tomar a dianteira neste aspecto, abordando o assunto de uma forma não crítica e não-pressurizada. A garantia mútua de afeto e amor contínuos pode ajudar muito o casal a discutir o problema. Também é útil discutir as necessidades sexuais de cada um.

VIDA DOS PARES – A maioria dos homens que fazem terapia de casais procuram salvar seu casamento . Mas quando os casais deixam os problemas se acumularem, não há muito o que fazer, diz Antonio Borrello , um psicólogo de Detroit, Michigan.

“A maioria dos casamentos sobrevive a curtos períodos de insatisfação, falta de comunicação e conflito”, diz ele. “No entanto, para muitos casais, os períodos de insatisfação duram mais, a falta de comunicação é mais importante e os desentendimentos levam à raiva, rancor e indiferença. Tudo desencoraja os parceiros “.

Borrello e outros especialistas em casamento nos dão as principais razões pelas quais a maioria dos homens decide se divorciar.

E se você esta precisando de alguma ajudinha na hora “H” conheça o estimulante sexual masculino chamado Forteviron.

1. Eles precisam de reconhecimento

Os homens querem sentir e expressar o amor que têm por suas esposas. Mas quando o marido não sente gratidão de toda a família, é um certo ressentimento que ele expressará, segundo Alexandra H. Solomon , psicóloga do instituto familiar da Northwestern University. .

“Além de estar sexualmente e emocionalmente conectado, uma das coisas essenciais no casamento é reconhecer que sua conexão também envolve banalidades cotidianas: quem vai liderar, como pagar o empréstimo para a casa. e qual dos dois deve substituir o papel higiênico “, diz ela. “Homens (e mulheres) que não se sentem gratos e não aceitam as realidades do casamento, se arriscam a se divorciar.”

2. Eles acham que sua esposa gasta muito dinheiro.

Muitos homens que fazem terapia de casal são muitas vezes infelizes com as más decisões financeiras tomadas por seu parceiro, diz F. Diane Barth , psicoterapeuta e autora do blog The Psychological Today Off The Couch . Isto é especialmente verdadeiro se é o marido que ganha mais dinheiro no casal.

“Quando eles me dizem: ‘Minha esposa gasta tudo o que ganhamos’, muitas vezes o que eles querem dizer é que eles sentem que sua esposa está confiando demais nele”, diz ele. -lo. “A maioria desses homens poderia aceitar essa situação se pelo menos a esposa fosse grata e agradecê-los de vez em quando”.

3. Houve decepção.

A infidelidade é frequentemente citada como a causa do divórcio, mas o problema subjacente é frequentemente mais importante, de acordo com Borrello.

“Quando um homem deixa a esposa por engano , é quase impossível saber até que ponto a decisão realmente depende disso ou se outros fatores estão envolvidos”, diz ele. “É raro que uma infidelidade aconteça em um casamento feliz”.

4. Eles não têm nada em comum com a esposa.

As pessoas mudam. É preocupante, no entanto, que os homens esperem que a pessoa com quem se casou há 10 anos não tenha mudado um pouco desde o dia do casamento, diz Barth. De fato, se você quer continuar casado, você tem que evoluir juntos, caso contrário você se arrisca a desenvolver cada um dos seus.

“Muitas vezes ouço os homens dizerem: ‘não temos nada em comum’: ele quer fazer mergulho no Caribe enquanto sua esposa prefere ficar em um hotel de luxo parisiense. Ele quer ir ao cinema, mas eles não podem concordar com o filme “, diz ela. “Essas diferenças pequenas e aparentemente triviais significam que você não se sente mais respeitado, amado ou com o mesmo comprimento de onda que seu parceiro.”

5. Eles não se sentem à vontade

Os homens mais insatisfeitos que se envolvem em terapia de casal não se sentem à vontade, de acordo com Salomão.

“Quando os homens se comportam mal (eles trapaceiam, ficam loucos ou tentam controlar o parceiro, por exemplo), muitas vezes é porque eles têm medo de não ficar com o parceiro”. ela explica. “Então, os casais são pegos em um círculo vicioso: a mulher se sente sozinha, então ela critica. Quanto mais ela critica, menos o homem se sente à vontade. Quanto menos ele se sente à vontade, mais ele abandona seu casamento e adota um comportamento autodestrutivo que prejudica seu relacionamento. É um ciclo interminável e muito doloroso “.

6. O sexo se torna monótono – se não completamente ausente.

Quando um homem se queixa de sua falta de sexo, ele está especialmente com medo de que sua esposa o ache mais atraente, de acordo com Barth.

“O medo não confessado dos homens não é mais para agradar”, diz ela. “Esse sentimento, que raramente é reconhecido pelos homens, está frequentemente na origem dos problemas do casal em relação ao sexo, mesmo que seja o homem que faz um bloqueio.”

7. Eles acham que suas necessidades não são levadas em conta.

Quando um casamento quebra, o que é mais necessário (o que pode até reduzir o problema) é a empatia, de acordo com Salomão. Quando um marido sente que seu parceiro não se importa com seu bem-estar e não acha que pode ser tocado por seus problemas, ele começa a não gostar.

“A menos que o casal tem a oportunidade de encontrar uma conexão emocional (geralmente através de terapia de casais), o marido começa a pensar que não há esperança de salvar seu casamento” diz ela. “O desespero é muito doloroso e especialmente tóxico em um casamento. Isso aumenta o risco de divórcio. Mais importante ainda, cada parceiro sente que o que eles pensam e sentem é importante para eles “.

Ele está em baixo. É estranho, mas acontece. Então, por que nos empurra tanto? Sem ousadia ou pretensão, quatro mulheres confiam o lado de baixo de sua privacidade ao lado de um homem indefeso.

Apesar de toda a nossa ousadia, seu sexo demonstra uma indiferença lenta. Nosso desejo não cura mais o dele. E os psiquiatras muito bem dizer a impotência não significa falta de atração, e muito menos falta de amor, nosso inconsciente nos envia de volta para as nossas dúvidas forjadas no coração de feridas emocionais velhas e fracassos do passado. Então nós tranquilizamos ele e nós o abraçamos. Ainda assim, nossos problemas parecem rivalizar com o prazer uma vez compartilhado; essa cumplicidade carnal que nos fez sentir bem além do prazer, como se sua ereção validasse o erotismo enquanto aprovava seus sentimentos.

Diante de sua imperfeição falsa, nosso lindo seguro está rachando, os medos são revividos. “A sexualidade se refere à identidade de alguém e à possibilidade de ser amado, e o desamparo aumenta a vulnerabilidade das pessoas”, diz a psiquiatra e sexóloga Mireille Bonierbale. Por isso, nos perguntamos sobre nosso sex appeal, nossa maneira de fazer amor, nossa capacidade de tranquilizá-lo sobre sua masculinidade.

“Cada mulher vai responder como recursos íntimos que lhe deu sua própria história, explica o Dr. Bonierbale. Se ela foi capaz de construir confiar nela, ela vai responder com compreensão as dificuldades humanas, sem medo por ela. Ela pode ouvir que os eventos em sua vida (estresse, fadiga, perda de um ente querido, etc) podem causar ansiedade, e que deve ser feito seguro, enquanto que para outros, as dificuldades pessoais irão precipitá-los no nada. ‘e’ não sou digno de ser amado ‘, ou se expressarão com raiva ou agressão. “

Conheça o estimulante chamado Tauron e acabe com seus problemas sexuais.

Não devemos levar a impotência diretamente para sua conta

No entanto, a psicanalista Sophie Cadalen insiste: “Não devemos assumir a impotência diretamente, porque ela não é tocada inteiramente por nós mesmos. Isso revela no homem ansiedades mais complexas, que têm a ver especialmente com ele. até mesmo, e raramente com o poder erótico de seu parceiro “.

No entanto, há situações em que o pânico feminino, onde as palavras doem, enfraquecemos ao invés de estimular e acabamos exacerbando a fragilidade masculina. “O que pode desestabilizar um homem é a falta de jeito verbal que o manda de volta à sua falta – não necessariamente sexual -, comparações feitas com outros homens ou reprovações que insinuam:” O que eu preciso, você não “não onde você não está”, esclarece Mireille Bonierbale.

Resta poupar seu fracasso antes que ele se converta em um círculo vicioso, onde nosso homem se arrisca a se enredar em um fracasso que cultivará sua impotência. Mas sabemos quão vulnerável é o gênero masculino para a evocação de sua intimidade. Além disso, é melhor praticar o eufemismo e relegar o humor … “O erro seria também adotar uma atitude materna -” Não tenha medo, eu estou aqui … “- que infantiliza em vez de permitir que ele toque em sua masculinidade “, diz o sexólogo. 

Então, vamos ser cautelosos com os paradoxos da sexualidade: “Uma mulher que empurra seu homem um pouco demais para curar suas” inadequações “corre o risco de reforçar sua ansiedade. Ditto com impaciência, que pode bloqueá-lo permanentemente “, diz o Dr. Bonierbale.

Em suma, ternura para inflar seu vigor masculino. Apenas pelo prazer de fazê-lo querer querer. Para o prazer do prazer a dois agora encontrados.

Não é Rocco Siffredi (a estrela pornô masculina) que quer! Na vida real, um homem não é uma máquina e pode um dia conhecer o colapso. Assim, quase um em cada três homens reconhece ter “de vez em quando” uma má ereção. Toda a sutileza é corrigir rapidamente o problema para evitar que ele se repita…

Qualquer pequena queda na forma geral pode reverberar na cama, independentemente da idade! Fadiga física que se acumula, um aumento da emotividade diante de um novo parceiro, a ansiedade do desempenho (serei um bom amante?), Preocupações profissionais ou pessoais, ansiedade, estresse, um ( demais) boa refeição (também) bem regada … são tantas as razões que não temos “cabeça para aquilo”, e isso mostra, ou que o seu corpo, no último momento, te trai e perde .

Senhor, o que fazer?

Antes de mais nada, assegure-se de que os colapsos também acontecem com as mulheres; simplesmente, o fato é menos visível! No momento, em vez de focar na ereção perdida, volte para a caixa “preliminar”. Essa pequena interrupção pode fazer sua excitação começar de novo e restaurar seu vigor. Você também pode pedir ao seu parceiro para ajudá-lo (acariciando você ou praticando um boquete, por exemplo) se você conseguir relaxar. Com a idade, o homem (como a mulher) precisa de estimulação sexual mais forte para sua ereção ir e vir. No entanto, alguns casais acariciam muito pouco, muito pouco, o suficiente para causar avarias.

Apesar do bom atendimento dispensado, não é melhor e nada faz lá? Abandonar hoje à noite a idéia de penetração, em vez de colocar você na liderança: tenso e aborrecido, você faz suas chances caírem. Será simplesmente melhor … amanhã de manhã, e então você mostrará do que é capaz!

Mas, por tudo isso, não volte a dormir: você pode perfeitamente proporcionar prazer, muito prazer, até o orgasmo, seu companheiro, apenas por suas carícias e seus beijos. E deixe-lhe uma boa memória, sem arrependimentos!

De qualquer forma, especialmente, não dramatize a situação: acontece, e você não deve deduzir nada pelo resto do seu estilo de vida sexual “é o começo do fim”. Pelo contrário, quanto mais você se angustiar, mais você ficará estressado da próxima vez, o que poderá atrapalhar você e renovar o fracasso. Não pense mais, persiga essa saudade da sua mente e comece do zero!

Leia mais sobre o estimulante sexual masculino chamado Macho Power.

Senhora, o que fazer?

Uma coisa: dramatizar. Acontece, sua virilidade não diminui e seu sex appeal também! Não “coloque pressão sobre ele”, querendo a todo custo restaurar uma ereção e aumentar as agressões. Não implique que você não está preocupado: angustiado, ele pode acreditar que combina com você e que é nulo.

Tranquilize-o, no entanto, sobre a durabilidade do seu desejo por ele. E acima de tudo, sem olhar e sem falar sobre isso, fique alerta. Se perceber que as dificuldades se repetem, aconselhe-o a consultar imediatamente um especialista (andrologista, sexólogo, urologista), possivelmente propondo acompanhá-lo. Explique que quanto mais recente é um problema sexual, melhor é. No seu caso, isso poderia impedi-lo de se encontrar no círculo vicioso da obsessão que mantém o fracasso.

Poder dos Alimentos – Alho ajuda a combater problemas de ereção

Cientistas confirmaram mais um “poder” do alho.

O bulbo, usado como tempero, além de controlar a pressão e fazer baixar o colesterol ruim também ajuda a melhorar o desempenho sexual.

Um estudo do London Bridge Hospital, no Reino Unido, constatou que o alho é rico em alicina, substância que ajuda o pênis a receber mais sangue.

Este efeito benéfico sobre a circulação sanguínea estende-se a todo o corpo, algo que não acontece com os medicamentos para o tratamento da disfunção erétil.

Para que funcione, os médicos britânicos recomendam comer quatro dentes de alho por dia.

Leia também: remédios para ereção funcionam

Outros benefícios

O alho também evita e reduz a formação de placas de ateroma, que com o tempo pode levar à aterosclerose.

A planta, que pertence à família das ‘liláceas’ é utilizada desde a antiguidade como remédio.

O alho era usado no antigo Egito na composição de vários medicamentos.

Veja cinco benefícios do consumo de alho:
1 – Anticoagulante, o alho melhora a circulação sanguínea
2 – É um antibiótico natural
3 – Faz bem para o fígado
4 – É um bom descongestionante
5 – Faz bem a pele.

O que fazer para manter a sexualidade depois de quarenta anos?

Muitos. Pratique exercícios de Kegel ou contrações musculares pubiococcígeas e outros exercícios na área genital. Mantenha a sexualidade ativa pelo maior tempo possível, com ou sem um parceiro. Aproveite o tempo para relaxar e respirar a vida. Faça atividade física de novo e de novo, especialmente atividades cardiovasculares. Assista sua dieta. Varie atividades eróticas (não necessariamente parceiras) usando a imaginação. E acima de tudo, mantenha o amor de seu parceiro. Pessoas sexualmente ativas vivem mais (mais de quatro anos), em melhor saúde (35% menos doenças) e são mais felizes. O prazer, incluindo o prazer sexual, mantém a vida.

Os efeitos da idade na sexualidade humana 

Ao nível da ereção

1. Ereção mais lenta para obter

2. Necessidade de maior estimulação

físico do parceiro

3. ereção menos firme e completa

4. Ereção mais longa sem ejaculação

5. Perda de ereção mais rápida após o orgasmo

6. Período refratário mais longo antes de outra ereção

7. detumescência rápida

No nível do orgasmo

8. Desejo, necessidade e capacidade de orgasmo

9. Necessidade de orgasmo a qualquer momento menos urgente

10. Menor força de ejaculação

11. Perda ou perda de sensação de ponto de não retorno

12. Período refratário mais longo antes do próximo orgasmo

13. Existência de um período refratário paradoxal

Ao nível da experiência sexual global

14. Menos foco no pênis e genitais

15. Maior foco na experiência sensorial corporal e emocional

16. Forte influência de aspectos psicofisiológicos

Os efeitos da idade na sexualidade das mulheres

Ao nível dos hormônios sexuais

1. Queda repentina nos níveis de estrogênio e progesterona

2. Maior influência dos andrógenos e testosterona

 

No nível fisiológico

3. Lubrificação vaginal mais lenta e menos abundante

4. Paredes vaginais menos grossas, mais pálidas e menos elásticas

5. Redução do útero, cuja elevação se torna mais baixa ou mais tardia

6. Grandes lábios perdem seu depósito de pele e fina

7. Ingestão mais leve dos pequenos lábios

8. A reação clitoriana permanece igual

9. seios flácidos devido à redução da glândula mamária

Se você por acaso esta passando por problemas sexuais e esta precisando de algum lugar para ler dicas e produtos para te ajudar com isso nós te apresentamos o blog da cis.

No nível da experiência orgástica

10. Contrações orgásticas menos vigorosas e frequentes

11. Efeito oco incompleto ou incompleto

12. Diminuir em geral a miotonia

13. Sensações eróticas menos intensas

14. Fase de resolução acelerada

15. Nenhuma perda de capacidade multiorgasmica

Ao nível da experiência sexual global

16. Diminuição ou aumento significativo da libido

após a menopausa, em seguida, diminuir gradualmente

17. Influência muito forte de fatores psicossociais

Lembrando sempre que o mais importante ao se fazer logo que você sinta alguma mudança na sua vida sexual é acionar um médico de confiança, porque só ele vai poder te dizer o que esta se passando pelo seu corpo.

E junto poderá te mostrar o melhor caminho para tratar esse problema, é sempre bom pesquisar coisas na internet mas nada disso substitui uma pessoa formada em medicina para cuidar do seu corpo.

E também é muito importante ressaltar que o parceiro é crucial nessas horas porque quando se existe uma relação bem aberta quanto estes assuntos não existe uma pressão em cima, assim tornando o problema mais fácil de ser solucionado porque muitas vezes o problema esta só na cabeça das pessoas.

É na natureza que nossos ancestrais geralmente encontram remédios para seus males. A sexualidade não escapou desta prática! Acredite em sua grande experiência e descubra suas receitas naturais para aumentar a libido e melhorar a ereção.

Encontramos, na história, muitos conselhos de dietética do sexo . O médico e filósofo judeu Moses Maimonides, o 12 º século, em Don Juan Giacomo Casanova, 18 th , através do Kama Sutra indiana, escrito no 7 º século, e pelos nossos avós, todos evocam algumas das virtudes alimentos e produtos sobre desejo, ereção, libido, etc. Para cada problema sua solução. E, embora a maioria dessas pessoas nunca tenha se acovardado, elas citam quase a mesma coisa! Coincidências? Eu não acredito!

Conheça o melhor estimulante sexual masculino, se chama Gandrox XL.

Receitas naturais para aumentar a libido em mulheres

Ginseng  : um estimulante natural, o ginseng age no estado físico. Ele imediatamente estimula o corpo e gera uma boa tonicidade. Efeito de doping garantido. Dosagem: 2 g / dia durante 3 semanas / 1 mês.

Um coquetelzinho: parece que um pouco de álcool ajuda a superar uma queda na libido. Como desinibe e aumenta ligeiramente o nível de testosterona, permite soltar mais facilmente, até mesmo para causar um pico de excitação. Dosagem: beber um copo pequeno em caso de folga. Tenha cuidado: além de um certo limite, o álcool tem o efeito oposto. Pode causar deficiências para desfrutar, falhas eréteis, distúrbios sensoriais (somos menos sensíveis), para não mencionar o não-memorável black-out (não nos lembramos de nada). Lembre-se, falamos sobre isso neste texto dedicado a hábitos a perder ao fazer amor . 

Receitas naturais contra a disfunção erétil

Uma poção com frutos secos e berbigão: Empilhe tâmaras secas, pistaches, nozes, amêndoas e linhaça até obter um pó fino. Em seguida, misture com água. Dosagem: consumir diariamente, fazer curas regularmente. 

Coma fade: não muito sal nos pratos se você quiser ter em suas brincadeiras! Especialmente para os cavalheiros. A hipertensão arterial causa problemas sexuais, porque a pressão alta obstruirá as artérias (aterosclerose). A circulação sanguínea é reduzida e correlativamente a ereção é mais difícil. Ao limitar o consumo de sal, gorduras e açúcares, você evitará a hipertensão e, portanto, promoverá o funcionamento adequado de seus órgãos sexuais! Dosagem: sempre que possível.

Receitas naturais para impulsionar a energia sexual de ambos os parceiros

Uma cura de gengibre: conhecida por suas virtudes vasodilatadoras, o gengibre permite uma melhor irrigação do sangue no pênis ou na vagina. Coloque 50 g de gengibre em uma garrafa de água e deixe infundir pelo menos 5 horas. Dosagem: 2 copos / dia durante 2 semanas / 1 mês. Aproveite o resultado.

Lúpulo : reputado por acalmar ansiedades, relaxar e acalmar, o lúpulo pode despertar a libido. De fato, uma vez que o estresse é reduzido, o desejo pode ser expresso novamente! Dosagem: sim, há alguns na cerveja, mas as avós recomendam consumi-la na forma de chá de ervas.

E agora, você só tem que dizer “obrigado, vovó”!

Mas é sempre bom deixar claro que a melhor pessoa para te ajudar com qualquer problema sexual é seu médico, ele tem um maior conhecimento sobre o corpo e conseguirá te dar as melhores dicas, já que estudou para isso.

Colapsos sexuais, uma queda na libido, os homens às vezes precisam usar estimulantes sexuais . A vida agitada, o estresse, são apenas tantas causas que podem realmente alterar a libido masculina, e a libido é um bom indicador da saúde em geral.

Pelo menos 50 anos, se a ereção forte não for regular, se você estiver cansado, o efeito de estimulantes é às vezes necessário. Dependendo do caso, os estimulantes sexuais naturais terão reações diferentes, alguns homens responderão muito mais que outros a esses produtos, então varia de um homem para outro …

Em qualquer caso, com estimulantes, é sempre aconselhável saber ouvir o seu corpo e saber medir os efeitos no apetite sexual, por isso, é adequado e também proporcionar um estilo de vida mais saudável …

Reboost sua libido e seu apetite sexual

Tomar estimulantes sexuais naturais também está mudando naturalmente o nível de testosterona. Muitas vezes, uma diminuição da libido está ligada a uma fadiga geral, o estilo de vida é importante para se sentir em boa forma. Sono, dieta, atividade física, são fatores importantes para a saúde do corpo em geral.

Sono regular e boa qualidade garantem uma libido saudável. Às vezes, durante o dia, apenas deitado por alguns momentos irá ajudá-lo a relaxar. Para a noite, o mínimo de 8 horas de sono será benéfico para encontrar uma boa libido.

Boa nutrição, boa hidratação, chegar a desintoxicar bebidas, comer alimentos que promovem a testosterona como abacates ou nozes, amêndoas, alimentos ricos em vitaminas B e D como peixe, ovos, queijo para laranjas de vitamina C ou morangos, pimentas, mas também para zinco, espinafre, camarão, são apenas algumas dicas para garantir um estilo de vida mais saudável, evitando assim certeza no melhor álcool, muito café, muito tabaco, etc … O principal é também limitar o estado de estresse ao máximo, isso é muito importante.

Leia o e-book Destruidor de Ejaculação precoce.

Atenção também para produtos industriais para a limpeza da casa que também pode às vezes ter más influências nos hormônios. Deve ser conhecido, muitos desses produtos são prejudiciais.

Ervas, raízes, plantas para suplementos que efetivamente estimulam a libido

Para um bom efeito estimulante sexual natural, aqui estão os suplementos com ervas, raízes, plantas, que serão interessantes para aumentar os desempenhos sexuais, para satisfazer o seu parceiro e até ficar assim mais tempo na cama.

Pólen de Pinho, é um produto muito interessante para reiniciar sua libido. Encontra-se em suplementos, e basta tomar 3 comprimidos por dia durante dois ou três dias para sentir os primeiros efeitos. A maioria dos homens reconhece até uma ereção mais forte, então vale a pena tentar.

Pó de raiz de maca também é um estimulante para tomar como suplementos. É possível levar este produto em combinação com o Pólen de Pinho para ainda mais efeitos.

No geral, certifique-se sempre de comprar produtos orgânicos. De fato, Bio deve ser preferido, evita os componentes e aditivos, conservantes ou agentes aglutinantes encontrados em muitos produtos disponíveis no mercado, portanto, tenha cuidado com a escolha de suplementos e suplementos.

O ginseng coreano ou indiano consumido por alguns minutos (pelo menos trinta minutos) antes da relação sexual também favorece o nível de testosterona a longo prazo.

Ginseng é conhecido como produto afrodisíaco, reduz o estresse, é até mesmo um excelente fabricante de espermatozóides de qualidade tão ideal para uma boa reprodução. Em qualquer caso, para uma queda na libido, o Ginseng sempre será recomendado, assim como o gengibre, ambos são reconhecidos como bons afrodisíacos.

Vitaminas A, E, zinco e selênio minerais são essenciais para a produção de testosterona e andrógenos, por isso deve ser regularmente consumido em grandes quantidades, e existem suplementos que irão beneficiar um bom estímulo sexual, para não mencionar todos os alimentos que detalhamos acima …

Horny Goat Weed ou grama de cabra com tesão é um remédio antigo da China. É particularmente conhecido por reinventar o desejo sexual, mas também por resolver problemas de ereção e fadiga geral.

L-arginina, aminoácido também é freqüentemente usado para disfunção erétil e infertilidade masculina.

O Bandé Wood, conhecido e renomado, oferece uma casca de árvore que é reconhecida como um bom estimulante natural e um bom estimulante, também entre os afrodisíacos.

disfunção eréctil é a incapacidade de obter e / ou manter uma ereção satisfatória, mesmo na presença de um bom desejo sexual.

Bastante problema comum entre os homens com idade superior a 40 anos, a disfunção eréctil pode ser causada por: condições físicas especiais (por exemplo, diabetes, aterosclerose , esclerose múltipla , etc.), que toma de certos medicamentos (por exemplo, diuréticos , antipsicóticos , corticosteróides , drogas citotóxicas, etc.), problemas de natureza psicológica (por exemplo , depressão , ansiedade, etc.) e outras causas (por exemplo: abuso de álcool , uso de drogas, fumo, etc.).
Um diagnóstico preciso da disfunção erétil é sempre baseado em um exame objetivo cuidadoso e um histórico médico escrupuloso .
O tratamento da disfunção erétil inclui uma terapia causal, ou seja, visa tratar a causa raiz dos problemas de ereção e terapia sintomática, cujo objetivo é ajudar o paciente a ter uma ereção.

Breve revisão do que o pênis e uma ereção são

pênis é o órgão reprodutor masculino. Através do pênis, de fato, o homem transfere o espermatozóide para o útero da mulher , que é o líquido rico em espermatozóides necessário para a reprodução da espécie . No pênis, diferentes elementos anatômicos característicos podem ser reconhecidos, que são:

  • Os dois corpos cavernosos , dentro dos quais fluem as chamadas artérias cavernosas;
  • corpo esponjoso , no qual passa a maior parte da uretra . A uretra é usada para expelir o esperma e a urina da bexiga ;
  • cabeça (ou glande ), na qual reside a abertura externa da uretra, é chamada de meato urinário;

    O QUE É A ERECÇÃO DO PÉNIS ?

    O fenómeno de ” erecção do pénis (ou erecção do pénis ) é um reflexo espinal, que envolve a maior parte do fluxo de sangue para as artérias cavernosas (assim, o corpo cavernoso) e o consequente aumento na firmeza e tamanho do pénis .
    Durante a ereção do pênis, se o suprimento de sangue para os corpos cavernosos for corrigido, há também a elevação do pênis; se, por outro lado, o suprimento sanguíneo supracitado for menor que as capacidades reais dos corpos cavernosos, a elevação, a dormência e o aumento dimensional do pênis são limitados.
    A ereção peniana é uma resposta fisiológica complexa, que reflete o estado de excitação sexual masculina e depende da perfeita integração de mecanismos vasculares, endócrinos (ou hormonais), neurológicos, musculares e emocionais.

    O que é disfunção erétil?

    disfunção erétil é a incapacidade de ter ou manter uma ” ereção do pênis , mesmo quando você tem uma boa movimentação de sexo. 
    Entre os homens, a presença de disfunção erétil é uma fonte de constrangimento e pode ter um impacto marcadamente negativo no tom do humor, na relação com o parceiro e na qualidade de vida em geral.

    Disfunção erétil e impotência são a mesma coisa?

    Segundo algumas correntes de pensamento, o termo impotência é sinônimo de disfunção erétil; de acordo com os outros, no entanto, inclui um espectro amplo e variado de distúrbios sexuais , que afetam a capacidade de ter uma ereção do pênis, o fenômeno da ” ejaculação , fase orgástica e assim por diante.

    Saiba mais sobre o melhor estimulante sexual, ele se chama Big Size.

  •  

    Epidemiologia

    A disfunção erétil é uma condição muito comum, especialmente entre os homens mais velhos. 
    Os inquéritos estatísticos mais fiáveis ​​mostram que:

    • Cerca de metade dos homens entre as idades de 40 e 70 anos queixam-se de um certo grau de disfunção erétil;
    • Cerca de 10% dos homens com idades entre 40 e 70 anos sofrem de disfunção erétil grave;
    • Apenas 5-10% dos homens com menos de 40 anos são vítimas de disfunção erétil;
    • Na Itália, os homens que sofrem de problemas de ereção são 3 milhões, ou cerca de 10-15% de toda a população masculina.

     

 

Ejaculação sem orgasmo (ou ejaculação anestésica)

É uma desordem da sensação orgásmica. É uma disfunção bastante rara, caracterizada por uma ejaculação sem prazer e sem contrações orgásmicas.

Leia mais para saber se o Libiforce Man Funciona Mesmo.

  • Como se manifesta
    Durante a ejaculação, a semente do homem flui do pênis e é liberada sem força porque não há contrações musculares. O pênis, após a ejaculação, retorna ao tamanho normal em um tempo maior.
  • Causas possíveis
    As causas que podem desencadear uma perturbação da sensação de orgasmo são principalmente de natureza psicológica e relacional. Pacientes com esse distúrbio tendem a controlar tudo e a se auto-observar durante o relacionamento (espectador), sem nunca abandonar um ao outro. Além disso, uma tendência a suprimir a agressão é comum.
    Existem, no entanto, alguns problemas orgânicos que podem causar falta de orgasmo ou redução do prazer. Isso ocorre com freqüência em todas as doenças que afetam o sistema nervoso central, como esclerose múltipla ou trauma vertebro-medular. Além disso, há uma série de doenças (por exemplo, inflamação prostática e uretral) que, causando dor durante a ejaculação, criam uma estranha associação entre orgasmo e dor e podem desencadear problemas psicossexuais.
  • Terapias 
    As terapias de droga . Se houver uma base orgânica, o que é raro nesses casos, a terapia deve enfocar primeiramente a resolução dessas causas através da administração de antibióticos, antiinflamatórios ou através de tratamento cirúrgico.
    As psicoterapias . O tipo mais apropriado de psicoterapia dependerá das causas específicas do sintoma e das características peculiares do paciente ou do casal. Os psychotherapies que, em geral, os mais eficazes foram encontrados são: terapias, tais como (CBT), as terapias de por (a psicanalítica) terapias de comunicação par, terapias corporais, terapia sexual integrada Helen Kaplan, terapia estratégica

    Orgasmo sem ejaculação (ou ejaculação retrógrada)

    O orgasmo sem ejaculação ocorre quando o fluido seminal, em vez de ser expelido para o exterior através da uretra, é rejeitado na bexiga. Este fenômeno também é chamado de “orgasmo seco” ou ejaculação retrógrada.

    • Como se manifesta
      Esta situação difere ejaculação retardada ou impossível, na qual falta a detecção de esperma na urina, uma vez que os restos e orgasmo é acompanhada por contracções típicas agradáveis, mas produz um vácuo, sem fugas de esperma.
    • Possíveis causas
      As causas da ejaculação retrógrada são sempre orgânicas ou médicas. Os mais comuns são devido às intervenções cirúrgicas que são feitas na próstata ou no colo da bexiga. Todos os pacientes submetidos à cirurgia de próstata devem ser avisados ​​da possibilidade de uma incapacidade de ejacular externamente. Outras causas podem resultar de algumas intervenções no sistema nervoso, de lesões na medula espinhal, de diabetes mellitus ou do uso de algumas drogas antidepressivas ou ansiolíticas.
    • Terapias 
      terapias médicas . Antes de mais nada, para entender se estamos lidando com um caso de ejaculação retrógrada, é necessário realizar uma série de exames neurológicos e radiológicos e um exame de urina, imediatamente após um orgasmo, para a pesquisa de espermatozóides. A terapia da doença envolve o uso de drogas simpatomiméticas que estimulam o sistema nervoso autônomo. Em alguns casos, a cirurgia no colo da bexiga é indicada. O paciente é frequentemente aconselhado a manter a bexiga cheia durante a relação sexual para ajudar a fechar o colo da bexiga durante a ejaculação.
      Psicoterapias. Em primeiro lugar, é muito importante, para evitar outros problemas psicológicos mais sérios, informar detalhadamente os pacientes sobre todas as mudanças na resposta sexual que podem ocorrer após a cirurgia ou após tomar certos medicamentos. Em muitos casos, o apoio psicológico pode ser útil, em vez de psicoterapia. A desordem, de fato, pode criar considerável desconforto e sofrimento tanto para o paciente quanto para o casal.